Caixa emite alerta sobre GOLPES no saque-aniversário do FGTS e você precisa ficar atento

Após as fraudes envolvendo o saque extraordinário, a Caixa Econômica Federal (CEF) alerta sobre novos golpes com foco no saque-aniversário do FGTS. A modalidade vem sendo conhecida pelos trabalhadores gradativamente, enquanto isso, já é alvo de criminosos há tempos. 

Caixa emite alerta sobre GOLPES no saque-aniversário do FGTS. Saiba como se proteger
Caixa emite alerta sobre GOLPES no saque-aniversário do FGTS. Saiba como se proteger. (Imagem: FDR)

O golpe do saque-aniversário do FGTS é praticado em meio ao desvio de valores e até contratos de empréstimos na titularidade das vítimas. A ex-funcionária de uma empresa de seguros, Adriana Kury, de 54 anos, foi surpreendida pela fraude ao ser demitida em julho deste ano. 

Na ocasião, ela tentou acessar o aplicativo do FGTS, a princípio, para resgatar o saque-rescisão, mas não obteve êxito na conclusão do cadastro. Conforme informado pelo sistema, o CPF da trabalhadora já havia sido cadastrado em um banco de dados.

O impasse foi identificado ao constatar que o e-mail e o telefone registrado eram de outra pessoaAo buscar esclarecimentos em uma agência da Caixa, ela teve os dados corrigidos, mas não foi alertada sobre a possibilidade de se tratar de um golpe.

“Ninguém me alertou que podia ser fraude. Até então, não sabia que estava com o saque-aniversário do FGTS ativado. Sequer sabia que essa modalidade existia”, alegou.

Assim que retomou o acesso ao aplicativo, ela constatou que, além da ativação do saque-aniversário do FGTS, os criminosos tentaram efetuar um saque no valor de R$ 7 mil. Por alguma razão que nem mesmo a Caixa Econômica conseguiu esclarecer, a transação não foi concluída e retornou aos cofres do Fundo de Garantia. 

No entanto, a fraude envolvendo o saque-aniversário do FGTS fez com que a mulher precisasse aguardar 40 dias pela análise do banco, além de cinco idas nas agências da Caixa. Todo o procedimento foi necessário até Adriana provar que ela não havia trocado a modalidade de saque para ter o direito de resgatar o benefício. 

Dicas da Caixa para evitar golpes no saque-aniversário do FGTS

A Caixa Econômica Federal (CEF), instrui os clientes e demais beneficiários a protegerem o benefício de possíveis golpes. Neste sentido, a instituição financeira reforça os seguintes pontos:

  • O cliente deve utilizar somente os canais oficiais do banco para buscar informações e acesso aos serviços, jamais compartilhando dados pessoais, usuário de login e senha.
  • A Caixa não envia mensagens com solicitação de senhas, dados ou informações pessoais. Também não envia links e não pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp.
  • Senhas e cartões são pessoais e intransferíveis. Assim, senhas bancárias não devem estar disponíveis em aparelhos celulares ou computadores.
  • Os clientes não devem aceitar ajuda de estranhos, mesmo dentro das agências. Caso necessitem de atendimento, devem sempre procurar um empregado da CAIXA devidamente identificado.

Para evitar o golpe do FGTS, o banco lembra que os trabalhadores podem resolver as demandas do benefício através do próprio aplicativo do fundo de garantia. Os telefones da Caixa também são opções disponíveis.

Moradores de capitais e regiões metropolitanas podem ligar para 4004-0104, já os moradores das demais regiões podem entrar em contato pelo 0800-104-0104

Sempre há a possibilidade de esclarecer dúvidas diretamente em uma agência da Caixa Econômica.

Explicando que, movimentações não reconhecidas pelos beneficiários poderão ser entendidas como golpe do FGTS. Neste caso, é possível registrar contestações em qualquer unidade do banco, desde que tenha em mãos o CPF e o documento de identificação

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Laura AlvarengaLaura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.