AUXÍLIO BRASIL: Governo abre vaga para 1,6 milhão de famílias; veja como se candidatar

Uma rodada de pagamentos do Auxílio Brasil mal acabou e outra parcela já está prestes a ser liberada. Junto à antecipação do calendário de depósitos, o Governo Federal, abrirá 1,6 milhão de vagas para novas famílias serem incluídas na transferência de renda. 

publicidade
AUXÍLIO BRASIL: Governo abre vaga para 1,6 milhão de famílias; veja como se candidatar
AUXÍLIO BRASIL: Governo abre vaga para 1,6 milhão de famílias; veja como se candidatar. (Imagem: FDR)

O mês de agosto virá recheado de novidades no que compete ao Auxílio Brasil. Haverá o incremento de R$ 200, elevando o valor da oitava parcela de 2022 para R$ 600.

Além disso, o cronograma de pagamentos não acontecerá mais nos últimos dez dias úteis do mês como de costume. A partir do dia 9, os valores já começarão a ser liberados às famílias beneficiárias. 

publicidade

Essas medidas são previstas pela Proposta de Emenda à Constituição – PEC dos Benefícios, promulgada há algumas semanas. O texto rege a Emenda Constitucional (EC) nº 123, que também prevê o aumento no quadro de beneficiários do Auxílio Brasil

No mês de julho, o programa atendeu 18,13 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social. Com a abertura de 1,6 milhão de vagas, o quantitativo de beneficiários será elevado para 19,7 milhões em agosto.

De acordo com o texto da emenda, a inclusão está garantida para quem já se enquadrava nos critérios de elegibilidade na data de promulgação, em 14 de julho

Segundo apuração do Ministério da Cidadania, a fila de espera do Auxílio Brasil chegou a 1.568.728 somente no mês passado. Lembrando que, para se manter no programa e assegurar as cinco parcelas no valor de R$ 600 até dezembro, é crucial atender aos requisitos básicos do programa. 

Regras do Auxílio Brasil de R$ 600

Não houve grandes mudanças nas regras do programa. Os beneficiários atuais e aqueles que queiram ser inseridos na transferência de renda precisam estar com as informações cadastrais no sistema do Cadastro Único (CadÚnico), devidamente atualizadas.  Além disso, precisam se enquadrar nas linhas de: 

  • Extrema pobreza: renda familiar per capita mensal de R$ 105;
  • Pobreza: renda familiar per capita mensal entre R$ 105,01 e R$ 210.
publicidade

Estando de acordo com esses critérios básicos, existem três maneiras de ser incluído no Auxílio Brasil. São elas:

  • Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será pago automaticamente;
  • Se está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva;
  • Se não está no CadÚnico, é preciso buscar um Cras para registro, sem garantia de receber.

É extremamente importante lembrar que a família deve ser composta por algum desses componentes:

publicidade
  • Crianças;
  • Gestantes;
  • Mães que ainda estão em processo de amamentação;
  • Adolescentes;
  • Jovens entre 0 a 21 anos incompletos.

Calendário do Auxílio Brasil em agosto

Apesar da antecipação do calendário do Auxílio Brasil, o Governo Federal manteve o padrão de pagamentos. Isso quer dizer que os depósitos continuarão a ser feitos com base no dígito final do Número de Identificação Social (NIS). Veja:

  • NIS final de NIS 1 – 09 de agosto;
  • NIS final de NIS 2 – 10 de agosto;
  • NIS final de NIS 3 – 11 de agosto;
  • NIS final de NIS 4 – 12 de agosto;
  • NIS final de NIS 5 – 15 de agosto;
  • NIS final de NIS 6 – 16 de agosto;
  • NIS final de NIS 7 – 17 de agosto;
  • NIS final de NIS 8 – 18 de agosto;
  • NIS final de NIS 9 – 19 de agosto;
  • NIS final de NIS 0 – 22 de agosto.
publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.