AUXÍLIO BRASIL pode pagar R$ 1.200 para MÃES SOLTEIRAS? Entenda

Pontos-chave
  • Auxílio Brasil pagará a quantia fixa de R$ 600 para todos os beneficiários;
  • Aumento no Auxílio Brasil foi confundido com o Auxílio Permante de R$ 1.200;
  • Benefício de R$ 1.200 é proposto para mães solteiras chefes de família.

O novo valor do Auxílio Brasil começa a ser liberado no próximo mês. Os 18,5 milhões de beneficiários do programa passarão a receber mensalidades de R$ 600, um aumento de R$ 200 em relação à quantia atual.

publicidade
AUXÍLIO BRASIL pode pagar R$ 1.200 para MÃES SOLTEIRAS? Entenda
AUXÍLIO BRASIL pode pagar R$ 1.200 para MÃES SOLTEIRAS? Entenda. (Imagem: Montagem/FDR)

Diante do incremento na mensalidade do Auxílio Brasil surgiu o questionamento sobre o Governo Federal retomar uma norma implementada em uma antiga iniciativa, o auxílio emergencial. No programa em questão, as mães solteiras chefes de famílias monoparentais tinham direito a receber o dobro dos demais beneficiários. 

Logo, com o Auxílio Brasil de R$ 600, veio a esperança deste grupo em ser contemplado por parcelas no valor de R$ 1.200. Mas a resposta é não, o Governo Federal não pretende liberar quantias superiores a grupos específicos

publicidade

Na oportunidade, o Ministério da Cidadania informou que, apesar do aumento no Auxílio Brasil, a lógica de pagamentos permanece a mesma. Isso quer dizer que não haverá alterações nos critérios de elegibilidade para recebimento da transferência de renda.

A dúvida quanto à possibilidade de um Auxílio Brasil de R$ 1.200 surgiu em meio aos trâmites do Auxílio Permanente para mães solteiras no respectivo valor. O benefício tem sido aguardado há pelo menos dois anos como uma promessa que ainda não foi colocada em prática.

Diferença do Auxílio Permanente para o Auxílio Brasil

O Auxílio Permanente é uma proposta do Projeto de Lei nº 2099/20, de autoria do ex-deputado Assis Carvalho. O benefício estabelece que as mulheres chefes de família sem cônjuge ou companheiro, e que tenha ao menos uma pessoa menor de 18 anos, recebam o auxílio. 

Para isso, será necessária a comprovação da renda familiar per capita de até meio salário mínimo (R$ 606) ou renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.636). Se aprovado,  devem receber o auxílio permanente de R$ 1.200, as mães solteiras que cumpram com os seguintes requisitos:

  • Seja maior de 18 anos de idade;
  • Não possua emprego formal ativo;
  • Não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial ou beneficiário do seguro-desemprego;
  • Esteja inscrita no Cadastro Único para Programas sociais do Governo Federal;
  • Seja microempreendedora individual (MEI);
  • Contribua individualmente com o Regime Geral de Previdência Social
  • Trabalha informalmente, seja empregada, autônoma ou desempregada, de qualquer natureza, inclusive a intermitente inativa.

Como funcionará o Auxílio Brasil de R$ 600?

O Ministério da Cidadania já está se preparando para a liberação do Auxílio Brasil de R$ 600. Atualmente, a pasta já libera a sétima parcela do benefício de 2022, neste mês de julho, ainda no valor de R$ 400

publicidade

A intenção do Governo Federal é antecipar o Auxílio Brasil de R$ 600, inicialmente previsto somente para o próximo mês. Tendo em vista que a Proposta de Emenda à Constituição – PEC dos Benefícios prevê o pagamento de cinco parcelas com o aumento de R$ 200, a primeira seria depositada em 18 agosto

Agora, existe a possibilidade de os 18,5 milhões de brasileiros receberem a primeira parcela do Auxílio Brasil de R$ 600 já na segunda semana de agosto, provavelmente a partir do dia 9.

A mudança tem sido estudada pelo Governo Federal com o propósito de concentrar os pagamentos de todos os novos benefícios de uma só vez. 

publicidade

O Auxílio Brasil de R$ 600 não foi a única medida abordada na PEC. O texto também prevê o Auxílio Gás de R$ 120, o Auxílio Caminhoneiro e Taxista de R$ 1 mil. Todos eles já passam a vigorar a partir de agosto e, caso a alteração se confirme, a concessão até dezembro acontecerá na primeira quinzena de cada mês.

Quem pode receber o Auxílio Brasil de R$ 600?

A elegibilidade é distribuída em dois grupos, o primeiro formado por pessoas em situação de extrema pobreza, cuja renda familiar per capita chega a R$ 105. O segundo consiste nas pessoas em situação de pobreza com renda familiar per capita entre R$ 105,01 a R$ 210

Há três possibilidades para recebimento do Auxílio Brasil:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
  • Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será pago automaticamente;
  • Se está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva;
  • Se não está no CadÚnico, é preciso buscar um Cras para registro, sem garantia de receber.

É extremamente importante lembrar que a família deve ser composta por algum desses componentes:

  • Crianças;
  • Gestantes;
  • Mães que ainda estão em processo de amamentação;
  • Adolescentes;
  • Jovens entre 0 a 21 anos incompletos.
publicidade

Calendário do Auxílio Brasil em julho

  • NIS final 1 – dia 18 de julho;
  • NIS final 2 – dia 19 de julho;
  • NIS final 3 – dia 20 de julho;
  • NIS final 4 – dia 21 de julho;
  • NIS final 5 – dia 22 de julho;
  • NIS final 6 – dia 25 de julho;
  • NIS final 7 – dia 26 de julho;
  • NIS final 8 – dia 27 de julho;
  • NIS final 9 – dia 28 de julho;
  • NIS final 0 – dia 30 de julho.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.