Redução do ICMS reflete no valor do gás de cozinha; entenda o que muda

A redução do ICMS deve refletir no valor do gás de cozinha para o consumidor, a situação já começa a ser percebida em outros produtos. Nos postos de combustíveis são notados os reajustes no preço da gasolina e do etanol, diante da redução da alíquota do ICMS, cobrada no Rio.

publicidade

O processo de redução parece ser mais lento para o gás de cozinha, o GLP. Na última segunda-feira (4), a mudança na base de cálculo passou a valer para o imposto sobre o produto, mas foram poucos os pontos de venda do botijão de 13kg que corrigiu o preço de venda para o consumidor.

Preço do gás demora a cair apesar da redução do ICMS

A redução do ICMS para 18% no Rio de Janeiro foi anunciada pelo governador Cláudio Castro na última sexta-feira (1). A medida segue a determinação de lei federal que foi sancionada ainda em junho. Além do anúncio, foram publicadas ainda duas portarias que mudavam o formato do cálculo do imposto para o gás de cozinha, gasolina e diesel.

A mudança estabelece que o percentual do imposto no estado sobre o GLP deve estar fixado em 12% e que passe a refletir na média do preço praticado aos consumidores nos últimos 60 meses. A regra anterior apenas levava em consideração a média dos 12 meses anteriores.

publicidade

Redução no preço do gás

Os cálculos realizados pelo presidente da Associação Brasileira de Revendedoras de Gás (Abragas), José Luiz Rocha, apontam para uma redução deve ser de R$ 2,66 sobre o ICMSque incide sobre o preço do botijão de gás de 13kg no estado do Rio. 

O valor do imposto que antecede o decreto chegava a R$ 10,97 em cada unidade de botijão. Diante das mudanças propostas pelo governador, o imposto fica em R$ 8,31 por botijão de 13kg. O decreto estadual possui validade até dezembro e a correção do valor deve ser realizada mensalmente até lá.

A movimentação da redução do preço do botijão de gás no Rio de Janeiro acontece gradualmente, podendo já ser observada em algumas localidades. Em São Gonçalo, a redução nos preços teve início já na última segunda-feira, indo de R$ 97 para R$ 95 na portaria. 

Na Zona Norte os preços observados do produto podem chegar a R$ 115 com a entrega. Existe ainda a expectativa de uma redução de até R$ 2 durante esta semana.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

A lentidão na redução dos preços em algumas localidades é explicada com o argumento de que os produtos se tratam de remessas antigas que tiveram a base de cálculo anterior. A espera é de que ao longo da semana, as revendedoras e distribuidoras se adequem aos novos preços.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.