MEI: esses 4 fatores podem levar o seu negócio a falência

Ter seu próprio negócio pode ser a solução para muitos problemas e o sonho de muitas pessoas, mas apesar disso, ser MEI não é uma tarefa fácil. Comandar a própria empresa exige antes de tudo força e vontade e atenção aos riscos para não conduzir seu negócio a falência.

publicidade
MEI: como funciona o INSS para o microempreendedor? Quais benefícios ele tem direito?
MEI: esses 4 fatores podem levar o seu negócio a falência.

Ao decidir se tornar um microempreendedor, a educação financeira precisa se tornar sua principal aliada na gestão da sua empresa. Por essa razão, o FDR traz para você que é empreendedor ou pensa em empreender, alguns fatores que podem levar seu negócio a cometer erros irreversíveis.

O que pode levar seu negócio a falir?

De acordo com um estudo de Sobrevivência das Empresas no Brasil, realizado pela Fundação Getúlio Vargas, em parceria com o Sebrae, cerca de um terço das novas empresas brasileiras fecham em até dois anos após abrir. Esse número, quando visto mais afundo revela que para além das problemáticas gerais, a gestão do empreendedor está entre as principais causas da falência do negócio.

publicidade

Para não entrar para as estatísticas, confira a seguir 4 fatores que podem levar o seu negócio a falência:

  1. Despreparo financeiro: para começar um negócio é preciso saber que o lucro vem com o tempo. Os primeiros meses de uma microempresa é o momento de se firmar no mercado e é também a hora que um negócio precisará gastar sem ver lucro. A reserva financeira é essencial para que no início nenhum gasto a mais pegue o empreendedor de surpresa e o faça desistir da empresa. 
  2. Falta de planejamento: sua empresa deve ser um projeto e por menor que seja, um planejamento pode ser a garantia do seu sucesso. O plano de negócios deve acontecer antes de colocar a empresa em prática e nunca ser abandonado, ele irá auxiliar em questões financeiras e será capaz de permitir que você se antecipe aos problemas.
  3. Não estabelecer metas: sem metas uma empresa não anda e estagnada, ela pode estar fadada ao fracasso. É traçando objetivos que uma empresa desenha o seu futuro.
  4. Não investir em marketing: com certeza você empreendedor já ouviu falar que “marketing é a alma do negócio” e para manter sua empresa viva, o marketing deve estar presente no planejamento do seu negócio. Hoje em dia, o marketing através das redes sociais é um dos principais veículos de propaganda e cada vez mais a contratação destes serviços geram lucros consideráveis às empresas.

Dicas para quem é MEI

Apesar das adversidades que enfrenta o setor econômico, gerir uma empresa nunca foi fácil e mesmo diante de um cenário confortável, tudo pode mudar a depender de como você empreendedor dirige seu negócio.

A capacitação do microempreendedor deve ser um dos pontos de partida na jornada de iniciar algum projeto, visto que, é sendo capaz de fazer uma boa gestão empresarial que o empreendedor pode obter sucesso. 

Esteja atento aos fatores trabalhados neste conteúdo e busque se tornar um gestor eficiente para que seu negócio  tenha uma vida próspera.

 

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.