Brasileiros preferem continuar em home office para driblar a alta dos combustíveis

A pandemia acelerou uma mudança que já vinha ocorrendo no mundo corporativo. Cada vez mais empresas adotam as jornadas em home office, tanto como medida de distanciamento social, visando o combate contra a Covid-19, como para reduzir custos e, diga-se de passagem, aumentar a produtividade.

Mas o que se vem observando recentemente é que os funcionários também procuram aderir ao trabalho remoto. E eles têm mais um motivo para fazer isso, além da comodidade de poder estar em casa, perto da família, e de não ter que pegar trânsito para ir ao escritório.

O aumento no preço de combustíveis nos últimos anos, intensificado em 2022, fez do home office uma forma de os trabalhadores reduzirem consideravelmente os seus gastos. Uma pesquisa da OnePoll, em parceria com a Citrix Systems, revelou que 54% dos brasileiros preferem trabalhar em casa para driblar o alto custo dos combustíveis. Nos Estados Unidos, o percentual é ainda maior: 57%.

Empresas e funcionários se adaptam

Muita gente temia que o home office impactaria na produtividade no trabalho e, consequentemente, no resultado das empresas. Mas após dois anos de pandemia, empregados e gestores aprenderam como o novo modelo pode ser vantajoso para ambos.

“As empresas e os trabalhadores aprenderam nos últimos anos como tornar o home office eficaz e funcional, já que não havia outra solução e, no fim das contas, viu-se que não era um bicho de sete cabeças. Com essa mudança de cultura, começou-se a pesar na balança vários outros custos-benefícios, e com os preços exorbitantes da gasolina, a economia em trabalhar de casa é representativa”, explica Daniela Velez, gerente de Recursos Humanos.

A empresa em que ela trabalha, a Run2Biz, desenvolve soluções tecnológicas para gestão de serviços e hiperautomação e, atualmente, tem 95% da equipe trabalhando remotamente. Daniela conta que o home office é uma oportunidade de a empresa contribuir para a satisfação dos seus funcionários, criando rotinas menos engessadas e mais produtivas.

“Mostrar que nos preocupamos com nossa equipe é uma forma de mantê-la engajada nos trabalhos. Com organização e planejamento, conseguimos alcançar bons resultados e aí todos ganham com uma rotina mais leve e mais interessante, além da economia nas despesas com transporte e combustível”, reforça.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.