Um único alimento da cesta básica teve queda no preço; confira qual foi

Mesmo que no mês passado a inflação tenha desacelerado, ela ainda tem uma alta acumulada de 11,73% em 12 meses. Considerado apenas o grupo de alimentos e bebidas, foi registrado um aumento de 13,51% desde maio de 2021. Falando dos produtos da cesta básica, a subida de preços foi ainda mais significativas, chegando a mais de 67%. Somente o arroz passou por uma queda de -10,27% no período.

Do outro lado da ponta, o café moído foi o alimento da cesta básica que mais encareceu nos últimos 12 meses, aumentando 67,01%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outro item que passou por forte alta foi o tomate: 55,62%.

Confira a variação nos preços dos produtos que integram a cesta básica em 12 meses, segundo o IBGE

  • Café moído: 67,01% 
  • Tomate: 55,62% 
  • Batata-inglesa: 54,3% 
  • Açúcar refinado: 35,74% 
  • Óleo de soja: 31,25% 
  • Leite longa vida: 29,28% 
  • Farinha de trigo: 27,8% 
  • Feijão carioca: 19,03% 
  • Pão francês: 15,59% 
  • Manteiga: 12,34% 
  • Carnes: 5,95% – contrafilé (13,18%), fígado (13,09%) alcatra (11,95%) 
  • Banana: de 5,02% (banana-maçã) a 27,22% (banana-da-terra) 
  • Arroz: -10,27%

Batata e o seu preço elevado 

Levando em conta somente os dados obtidos em 2022, a batata-inglesa foi o alimento que compõe a cesta básica que mais teve elevação no preço, com uma alta de 61,38% desde janeiro. 

Confira as variações de preço acumuladas desde o começo do ano:

  • Batata-inglesa: 61,38% 
  • Feijão carioca: 28,46% 
  • Leite longa vida: 28,03% 
  • Óleo de soja: 22,54% 
  • Farinha de trigo: 20,98% 
  • Café moído: 14,63% 
  • Tomate: 13,56% 
  • Pão francês: 11,71% 
  • Manteiga: 9,21% 
  • Carnes: 3,41% alcatra (6,76%), patinho (6,69%) e contrafilé (5,75%) 
  • Arroz: 2,59% 
  • Açúcar refinado: 0,61% 
  • Banana: de -21,99% (banana-maçã) a 12,9% (banana-da-terra)

Cesta básica em São Paulo é a mais cara do país 

De acordo com dados revelados pelo (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), a cidade de São Paulo possui a cesta básica mais cara do país: R$ 777,93. Nas outras posições, aparecem Florianópolis (R$ 772,07), Porto Alegre (R$ 768,76) e Rio de Janeiro (R$ 723,55).

Comparando com o valor da cesta básica entre os meses de maio do ano passado e maio de 2022, todas as capitais passaram por alta de preço, com variações indo de 13,17%, em Vitória, a 23,94%, em Recife.

Já nas cidades do Norte e Nordeste, onde a composição da cesta é diferente das outras capitais, os valores médios mais baixos foram registrados em Aracaju (R$ 548,38) e João Pessoa (R$ 567,67).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.