Cartão de crédito: especialista explica como evitar fraudes no seu dispositivo

Golpes com cartão de crédito ganham destaque no Brasil. Se você recebe mensagens de texto informando que teve um dispositivo bancário aprovado em seu nome, fique atento. Possivelmente esse informe é uma fraude que pode te trazer prejuízos. Abaixo, saiba o que fazer quando receber um cartão não solicitado.

O cartão de crédito pode ser uma ótima ajuda nas contas, mas também tende a se tornar um grande vilão. Muitos golpistas usam o dispositivo para roubar dinheiro e dados dos cidadãos de modo que é preciso ficar atento para não precisar ir parar na delegacia.

Bruna Cordeiro, consultora financeira e Representante de Parcerias e Novos Negócios da fintech Tô Ricco, nos concedeu uma entrevista exclusiva explicando o que fazer caso receba um cartão de crédito não solicitado.

Ela traz dicas sobre o uso do dispositivo sem limites, como controlar os gastos e também como agir em caso de roubo ou fraudes. Confira:

Como agir ao receber um cartão de crédito não solicitado?

Primeiramente, não jogue fora e não realize o desbloqueio do cartão, em segundo, se possível entre em contato com a administradora do cartão para cancelamento do plástico.

É importante saber que quando uma instituição faz o envio de cartão de crédito sem a autorização do cliente, está infringindo o Código de Defesa do consumidor e o caso se agrava caso exista cobrança de tarifas ou taxas para cartão não solicitado.

Como o consumidor deve proceder no caso de extravio, furto ou roubo do cartão de crédito?

Em caso de extravio é necessário solicitar uma segunda via ao emitente do cartão via central telefônica.

Já em caso de furto ou roubo, o cancelamento do plástico deve ser feito com urgência na central telefônica da administradora do cartão. Normalmente, após isso os próprios atendentes já orientam o cliente sobre a re-emissão de uma nova via.

Entretanto, dependendo da forma como foi feito o roubo ou se foi utilizado o cartão, a instituição pode pedir que seja emitido boletim de ocorrência (que pode ser feito pela internet no site da polícia), uma carta de próprio punho relatando o ocorrido, e que o cliente faça o pedido de emissão de uma nova via direto em uma agência bancária devido a necessidade de alteração da senha do cartão.

Como deve o consumidor proceder ao receber fatura da qual não reconhece algum lançamento?

Em imediato o consumidor deve contatar a central de atendimento do cartão e abrir uma contestação de compra, dessa forma a instituição fará uma investigação para saber como essa compra foi realizada e se realmente foi uma fraude ou algum erro, caso seja esse problema a administradora entrará com os procedimentos para estornar o valor da compra.

Nesses casos, o cartão é cancelado para evitar que possíveis fraudes ocorram novamente.

O que é cláusula mandato no contrato de cartão de crédito?

A cláusula mandato consistia no fato de que, quando o cliente não efetuasse o pagamento integral da fatura vencida, a administradora teria o direito de buscar no mercado um empréstimo, no nome do titular do cartão, para saldar a dívida.

Mas por ser considerada por muitos uma prática abusiva, após a última atualização da resolução de cartão de crédito feita pelo Banco Central em 2017, a forma como as instituições têm para lidar com a falta de pagamento mudou.

Seguindo a ordem informada acima:

  • Crédito rotativo – em caso de pagamento mínimo da fatura;
  • Parcelamento automático – caso o cliente não possa arcar com o crédito rotativo;
  • Inadimplência: bloqueio do limite do cartão, negativação do CPF e negociação do saldo devedor diretamente com a administradora do cartão.

Quais as vantagens e desvantagens de um cartão de crédito sem limite?

É importante informar que não é que o cartão de crédito não tenha limite, na verdade ele somente não tem um limite pré-estabelecido e dessa forma acompanha o perfil do cliente, possibilitando a liberação do limite conforme o cliente vai usando, sendo assim:

Vantagens:

A possibilidade de ter compras aprovadas independentemente do valor;

Essa modalidade normalmente disponibiliza outros benefícios, pois são direcionados para clientes com perfil de alta renda, normalmente – podendo ter boa pontuação no programa de milhas, seguro viagem e acesso a sala VIP de aeroporto.

Mesmo não tendo limite pré-estabelecido é importante que antes de fazer uma compra de valor alto e fora do seu perfil, o consumidor avise a instituição para evitar possíveis transtornos.

Desvantagens:

Devido não ter um limite pré estabelecido, para as pessoas que têm dificuldade de controle financeiro pode ser prejudicial, mas veja isso é um problema mais do consumidor do que do produto;

Cuidado com fraudes: as instituições investem muito em segurança, mas o que não impossibilita que fraudes venham a acontecer, um cartão sem limite nas mãos erradas pode fazer aquele estrago. A orientação é cuidado ao usar os dados do cartão para fazer compras via internet ou em estabelecimentos.

Quais os benefícios de usar um cartão de crédito?

O cartão de crédito nada mais é que uma forma de consumir hoje o que poderia comprar somente no futuro.

Então para pessoas organizadas financeiramente pode ser uma vantagem jogar todos os pagamentos somente para uma única data futura, fora os benefícios do próprio cartão que citamos acima como:

  • Programa de pontuação;
  • Milhagem;
  • Cashback;
  • Seguro Viagem;
  • Acesso a salas Vip;
  • Parcelamento de compras;
  • Desconto em estabelecimentos parceiros do cartão;
  • Prioridade em compra de ingressos para eventos.

Mas cada cartão pode operar com benefícios diferentes, importante é se informar antes da aquisição.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.