Dados de 53 mil clientes do Bradesco são vazados; saiba como descobrir se você está no meio

Na última sexta, 13, o Bradesco comunicou que sua subsidiária Bradesco Financiamentos S.A detectou um incidente que pode ter revelado dados de 53 mil clientes. Segundo o banco, o possível vazamento de dados se limitou ao Bradesco Financiamentos.

Através de um comunicado enviado ao mercado, a rede bancária informou que a falha “poderia permitir a visualização não autorizada de dados de aproximadamente 53 mil contratos de financiamento de veículos de clientes”. Mesmo que estes dados vazadas não incluíssem dados negociáveis, os clientes incluídos neste vazamento foram avisados para ficarem atentos a golpes.

O texto, que estava assinado por Leandro de Miranda Araújo, o diretor executivo e de Relações com Investidores do Bradesco, dizia que “todas as medidas necessárias para a solução do incidente, bem como de comunicação aos clientes e às autoridades competentes, foram adotadas pela Bradesco Financiamentos”.

O comunicado ressaltou que “a natureza dos dados visualizados não compromete a integridade do acesso desses clientes aos sistemas de negociação por meio do Bradesco Financiamentos”. O banco também afirma que “aumentou seu compromisso com a transparência e a segurança dos dados dos clientes”.

Vazamentos 

Em todo o mundo, empresas vem enfrentando falhas e ataques que resultam em vazamento de dados de clientes. 

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) não prevê punições específicas para  casos de vazamento de dados, porém pode aplicar medidas administrativas. Se algum consumidor sofrer algum dano em decorrência do vazamento dos seus dados pessoais, ele pode acionar na Justiça a empresa responsável pelo vazamento para garantir uma reparação. 

O que fazer em casos como este?

Os especialistas recomendam que os usuários se atentem a contratação de serviços e empréstimos desconhecidos em seu nome e também devem desconfiar de cobranças ou notificações inesperadas vindas através de mídia digital ou física. Nunca clique em links recebidos de desconhecidos.

Também é preciso se atentar a contatos que pedem dados confidencias, mesmo em casos em que eles informam parte dos dados da pessoa. Em caso de dúvida, não forneça e entre em contato com sua instituição financeira através dos canais oficiais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.