Governo Federal anuncia o novo valor do salário mínimo válido pelos próximos 3 anos; descubra

Último reajuste havia passado a valer a partir de janeiro de 2022 (Imagem: FDR)

Governo Federal anuncia novo valor do salário mínimo que deve valer pelos próximos três anos. O último reajuste havia passado a valer a partir de janeiro de 2022, quando o salário elevou em R$ 112, passando a ter valor mínimo de R$ 1212.

O Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias enviado pelo governo ao Congresso estabelece o novo salário mínimo para os anos de 2023, 2024 e 2025.

Salário mínimo é renda de grande parcela da população brasileira 

No Brasil, a remuneração mínima serve como referência para parte expressiva da população do país, sendo estes mais de 60 milhões de pessoas, entre trabalhadores e segurados do INSS. Desse modo, entende-se que também é grande a dimensão do impacto de qualquer reajuste feito. Seja ele positivo ou não, o brasileiro sentirá de uma forma ou de outra. 

O salário mínimo é o menor valor, previsto por lei, que uma empresa deve pagar aos seus trabalhadores. O valor pré estabelecido tem a expectativa de preservar o poder de compra do cidadão, além de suprir suas necessidades básicas. 

Em abril, o governo federal enviou ao Congresso Nacional o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) que reúne informações como os gastos para 2023, além das projeções do piso nacional. No documento constam também os possíveis reajustes para 2024 e 2025.

Novo salário mínimo

Como prevê o Projeto de Lei enviado ao Congresso Nacional, para os próximos três anos, o salário mínimo deve seguir os seguintes valores:

Ano Novo valor do salário-mínimo Percentual de reajuste
2023 R$ 1.294 6,7% em relação ao salário de 2022
2024 R$ 1.337 2,8% em relação ao salário de 2023
2025 R$ 1.378 2,9% em relação ao salário de 2024

 

Previsões não possuem ganho real

Os reajustes previstos para os próximos três anos podem preocupar quem depende da renda mínima. Isso porque, as previsões dos novos salários não expressam ganhos reais, já que a inflação muda com o tempo. Sendo assim, o reajuste será recalculado para que se corrijam os avanços da inflação, estes serão medidos pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Até dezembro deste ano, o governo acredita que a média da inflação atinja um acumulado de 6,70%. 

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.