Em meio à crise, brasileiros veem empreendedorismo como alternativa

Empresário e especialista em gestão de empresas, revela os principais motivos por trás do fenômeno do empreendedorismo. Ele também dá dicas para quem pensa em abrir seu próprio negócio

Empreender tem se tornado uma alternativa para diversos brasileiros durante o período de crise causado pela pandemia de Covid-19. No entanto, é necessário estar preparado para iniciar uma jornada no caminho do empreendedorismo.

Para Danilo Mendes, empresário e especialista em administração industrial e gestão de empresas, o início de um empreendimento não depende apenas daquele que está idealizando o projeto.

 “O segredo para começar é ter coragem, estar preparado e enxergar uma oportunidade no mercado. A maioria das pessoas começa por necessidade e cria uma empresa para ter uma renda principal, muitas vezes com uma visão muito limitada. É preciso estar preparado, entender minimamente do negócio e ter coragem para assumir um cenário repleto de incertezas e riscos”, relata.

Crescimento do empreendedorismo no Brasil

De acordo com um Boletim do Governo Federal, no primeiro quadrimestre de 2021, o Brasil contava com 17 milhões de empresas ativas.

Sendo que mais da metade, aproximadamente 12 milhões, era composta por Empreendedores Individuais e MEIs (microempreendedores individuais).

Além disso, os micro e pequenos negócios correspondiam, na época, por mais de 90% dos negócios ativos.

De acordo com o especialista, empreender exige algumas habilidades que auxiliam na saúde financeira do negócio e diminui os riscos.

Estar presente no ambiente digital pode fazer toda a diferença para os resultados de uma empresa que está nos estágios iniciais.

“Seja na construção de marca, geração de conteúdo ou vendas, estar bem posicionado no digital pode trazer alcance e expor seu empreendimento para diversas pessoas”, indica Danilo.

Mesmo com a vontade de abrir um estabelecimento próprio, definir onde e de que forma empreender nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente quando os recursos são limitados.

“Existem diversas opções em áreas de atuação e modelos de negócio, o que dificulta a tomada de decisão. Para um negócio prosperar, é essencial que se tenha um propósito. Para isso, reflita sobre o que você ama fazer, o que faz bem, o que as pessoas precisam e o que elas pagariam para ter. Se as pessoas não precisam, não será algo útil e, se o empreendedor não ama o que faz, dificilmente verá sentido naquilo, aumentando as incertezas e dúvidas sobre o sucesso da iniciativa”, relata Mendes.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.