Pix Parcelado: quais as condições oferecidas pelo Santander?

O PIX, sistema de pagamentos criado pelo Banco Central, está sendo cada vez mais aprimorado para oferecer as melhores funcionalidades aos usuários. Uma das novidades é o PIX Parcelado, que permite que os usuários parcelem os pagamentos via PIX. Saiba como usar a modalidade no Santander.

O banco Santander criou o Divida o seu PIX, uma opção de crédito para transações via PIX que foi disponibilizada no aplicativo do banco. O valor de contratação é de no mínimo R$100 e o máximo está limitado as condições pré-aprovadas para cada cliente.

O recebedor tem acesso ao valor pago à vista e o comprador pode parcelar o valor em até 24 vezes. O contratante tem ainda 59 dias de prazo para que as parcelas comecem a ser debitadas de sua conta.

É importante destacar que esta funcionalidade possui taxas que partem de 2,09% ao mês e somente pode ser usado por clientes pessoa física do Santander. As transferências, por sua vez, podem ser efetuadas para pessoas físicas e jurídicas. A contratação é feita de maneira totalmente digital.

Quando o cliente escolhe a opção PIX e seleciona pagamento ou transferência, o aplicativo Santander mapeia as oportunidades de crédito disponíveis para o cliente.

Condições

Divide o Pix, ou parcelamento do valor do Pix, é uma operação de crédito pessoal, disponível apenas para correntistas pessoa física, maiores de 18 anos, estando sujeita à cobrança de juros e IOF.

A oferta ocorrerá exclusivamente no momento da realização da transação Pix, quando você terá acesso às informações relativas aos dados: valores de parcela, data de débito, taxa de juros e escolha de prazo. O limite do valor do Pix e o prazo de parcelamento dependerão da análise de crédito e das condições do produto vigentes à época da contratação.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.