Doze planos de saúde têm comercialização suspensa; confira lista completa

Nesta terça, 22, doze planos de saúde administrados por seis operadoras tiveram sua comercialização suspensa. A decisão foi da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) anunciada no último dia 16, por conta das reclamações relativas à cobertura  assistencial no último trimestre de 2021.

Juntos, os planos prestam serviço para 83.286 beneficiários, segundo a ANS e eles somente poderão voltar a vender se mostrarem uma melhora no resultado do monitoramento trimestral da agência.

Existem outros onze planos de saúde administrados por quatro operadoras que foram suspensos anteriormente e que conseguiram mostrar esta melhora exigida e conseguiram a liberação para voltar a comercializar os serviços.

No portal da ANS é possível conferir todos os planos de saúde que tiveram a comercialização suspensa e daqueles com a venda liberada.

Planos com comercialização suspensa (4º trimestre de 2021)

Operadora Registro na ANS Nome do plano Registro do produto
UNIMED DE MANAUS COOP. DO TRABALHO MÉDICO LTDA 311961 Ambul+Hospit sem Obstet Apartament sem Franquia Sem Co-parti 458461089
UNIMED DE MANAUS COOP. DO TRABALHO MÉDICO LTDA 311961 Unipart Empresarial Enfermaria Com Obstetrícia 464565111
UNIMED VERTENTE DO CAPARAÓ – COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO LTDA 317896 NACIONAL ADESAO POS – ENF 485570201
UNIMED VERTENTE DO CAPARAÓ – COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO LTDA 317896 NACIONAL ADESAO POS – APTO 485571200
SAÚDE SIM LTDA 320111 Sim Mais Ade R1 ESC 473195156
SAÚDE SIM LTDA 320111 Classe Ade R1 ACC 473433155
SANTO ANDRÉ PLANOS DE ASSISTENCIA MÉDICA LTDA 400190 RUBI 456407073
SANTO ANDRÉ PLANOS DE ASSISTENCIA MÉDICA LTDA 400191 ESSENCIAL PLUS 468577136
SANTO ANDRÉ PLANOS DE ASSISTENCIA MÉDICA LTDA 400192 MEDICAL IND 200 470021130
SANTO ANDRÉ PLANOS DE ASSISTENCIA MÉDICA LTDA 400193 PRIME 300 474742159
ORALCLASS ASSISTENCIA MÉDICA E ODONTOLOGICA LTDA 402478 MEDVIDA EMPRESA 466821129
SAÚDE BRASIL ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA 421154 CLASSIC I 488315212

Planos de saúde e serviços financeiros lideram reclamações

Uma pesquisa do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) mostrou que problemas ligados aos planos de saúde aumentaram novamente e começaram a ocupar o primeiro lugar no ranking de reclamações e atendimentos em 2021.

Considerando todas as reclamações registradas pelo instituto, cerca de um terço delas, 24,9%, são referentes a planos de saúde. Logo depois, aparecem os serviços financeiros (21,5%), demais serviços (11,9%), problemas com produtos (8,7%) e telecomunicações (8%).

A maior reclamação a respeito dos planos de saúde são referentes aos reajustes abusivos, com 27,4% do total. Grande parte delas eram sobre planos de saúde coletivos, que não são regulados pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). Outra reclamação é referente a negativas de cobertura pelos planos, com 16,2%.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.