Queda de avião na China faz ações da Boeing desabarem

Nesta segunda-feira (21), um jato Boeing 737-800, operado pela companhia aérea China Eastern Airlines, caiu com 132 pessoas a bordo em montanhas no Sul da China. Após a divulgação da notícia da queda de avião na China, as ações da Boeing desabaram.

Queda de avião na China faz ações da Boeing desabarem
Queda de avião na China faz ações da Boeing desabarem (Imagem: Montagem/FDR)

Segundo a mídia local, os trabalhadores de resgate não identificaram sinal de sobreviventes. O avião sobrevoava a cidade de Kunming, capital da província de Yunnan. O destino seria Guangzhou, capital de Guangdong — fronteira com Hong Kong.

De acordo com a Administração de Aviação Civil da China (CAAC) e a companhia aérea, o jato Boeing, que levava 123 passageiros e 9 tripulantes, perdeu contato sobre a cidade de Wuzhou.

Às 13h11 (1h11 no horário de Brasília), o voo saiu de Kunming, conforme dados da FlightRadar. A aterrisagem deveria ser às 15h05 (4h05 em Brasília) em Guangzhou.

O FlightRadar informou que o Boeing tem seis anos de idade. Às 4h20, no horário de Brasília, o avião estava em cruzeiro a uma altitude de 29,100 pés. Um pouco após mais de dois minutos e 15 segundos, dados indicaram que o jato havia descido para 9.075 pés.

Depois de 20 segundos, a última altitude rastreada da aeronave foi de 3.225 pés. Isso representa uma queda vertical de 31 mil pés por minuto.

O presidente da China, Xi Jinping ordenou uma investigação para descobrir as causas do ocorrido. A companhia aérea suspendeu os voos de todos seus aviões 737-800s.

Conforme vídeos gravados por moradores locais e publicados em redes sociais, e também por emissoras estatais, mostraram fumaça e fogo no local da queda. Também foi possível observar destroços do jato Boeing.

O último grande acidente na China tinha acontecido em agosto de 2010. Na ocasião, o avião tinha saído de Harbin e caído em Yichun. O ocorrido resultou em 42 mortes.

Ações da Boeing desabam após queda de avião na China

Em uma reação inicial dos investidores, após a divulgação da notícia, as ações da Boeing despencaram. No pré-market da Bolsa de Valores de Nova York, os papéis despencaram acima de 6%. Os ativos da empresa chegaram a recuar mais de 5%, mas encerraram em desvalorização de 3,59%, a US$ 185,90.

Já em Hong Kong, após o ocorrido, as ações da China Eastern Airlines fecharam o pregão em queda de 6,5%.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.