Futebol: plataforma inicia captação para investidores serem sócios do Figueirense

No futebol o Figueirense inova fora de campo e utiliza de plataforma para iniciar captação para que investidores sejam sócios do clube.

O clube catarinense é o primeiro a lançar um “crowdfunding” de investimentos do futebol brasileiro. A plataforma de investimentos, Bloxs, já iniciou as operações para sociedade. O projeto de SAF (Sociedade Anônima do Futebol) do Figueirense abriu suas vendas através do sistema de contribuição coletiva em que seus sócios podem ser donos de parte do clube.

Clube possui expectativa de arrecadação

Com o projeto, o Figueirense busca conquistar mais recursos para o time para que assim possa investir em infraestrutura e na formação de seus atletas por meio do Programa de Futebol do clube.

 Segundo informe publicado pelo clube, a meta de arrecadação é de R$ 5 milhões, valor que corresponde a 5% do capital social do SAF do time. O Figueira pretende ainda realizar a manutenção do elenco que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro.

Plano de negócios do Figueirense

A estratégia do clube de utilizar o “crowdfunding” visa com isso dar a oportunidade de que pessoas físicas tornem-se donas de um clube de futebol, ou seja, permite que o próprio torcedor ocupe esse espaço.

O Figueirense é hoje o clube catarinense de maior torcida no estado. E tem como uma de suas principais características a tradição de revelar importantes nomes do futebol nacional e até mesmo mundial, como os mais recentes, Felipe Santana, Tiago Volpi, Filipe Luís e Roberto Firmino.

A utilização de recursos visa três pontos centrais, sendo eles o investimento no CT, o centro de treinamento, investimento na base, berço de grandes revelações e investimento no quadro de profissionais.

Com a captação de recursos e seu devido investimento, o Figueirense projeta melhorias de desempenho comercial, de marketing e sobretudo no futebol.

Por que investir no Figueirense?

 O clube convida o torcedor do Figueirense para ser acionista do seu time de coração com a promessa de que o investimento fará o time mais forte. Em trecho do comunicado o clube informou:

“Com a iniciativa, os torcedores do Figueirense, assim como outros investidores, poderão se tornar “donos” de uma parte do clube. O limite máximo de aplicação individual para investidores não qualificados é de R$ 10 mil ou mil ações.

A oferta ao público será feita pela plataforma especializada Bloxs e o valor será investido na formação de novos atletas, além de arcar com os custos da participação do time na Série C do Campeonato Brasileiro, em 2022”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.