Hopi Hari vai fechar? Entenda o que o parque precisa fazer para evitar a falência

Hopi Hari com ameaça de fechar as portas. Nos últimos anos o parque enfrentou uma série de problemas e hoje precisa de recursos para evitar a falência.

Um mês após homologar plano de recuperação judicial, o Hopi Hari enfrenta mais um momento de tensão. No início da semana, a vitória da União na Justiça resultou na obrigatoriedade da comprovação da regularidade fiscal do parque de Vinhedo, em São Paulo. 

As dívidas do Hopi Hari na União ultrapassam os R$ 371 milhões, como Fisco Municipal as dívidas são de R$ 60 milhões. O parque está em situação de recuperação fiscal desde o ano de 2016.

Anteriormente, o parque conseguiu na Justiça a dispensa da apresentação da certidão de regularidade fiscal. A Fazenda Nacional se mostrou contra a permissão de dispensa e entrou com recurso. 

União justifica pedido

Sobre o pedido da comprovação da regularidade fiscal, a União justificou dizendo que “a situação fiscal das recuperandas coloca em xeque toda a credibilidade do próprio processo recuperacional”.

Ainda segundo a União, o parque não demonstrou intenção de quitar sua dívida, esperando se blindar da cobrança dos créditos públicos. “Uma empresa que não está discutindo seus débitos – em juízo ou administrativamente –, nem demonstra qualquer intenção de quitá-los ou aderir a um parcelamento fiscal não tem viabilidade econômica.”, disse a União.

Mudanças na Lei de Recuperação Judicial

O desembargador da 2° Câmara Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), destacou as mudanças da Lei de Recuperação Judicial que torna a dispensa da comprovação uma medida incorreta. A nova lei fornece alternativas para equacionar os tributos através do parcelamento fiscal.

Sobre o assunto, o Hopi Hari disse existir um prazo para a apresentação das certidões tributárias e que o parque já se encontra em fase de negociação com a procuradoria, por já haver um pedido de transação tributária em tramitação na União. O Hopi Hari destacou ainda que toda a documentação solicitada será entregue ao TJSP em breve.

Ainda em 2021, o parque recebeu propostas de compra de concorrentes, como o Beto Carrero e o Wet ‘n Wild, mas as negociações não chegaram a avançar.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.