Imposto de Renda: Governo estuda isentar investidores estrangeiros; entenda

O governo federal estuda isentar o pagamento de Imposto de Renda de investidores estrangeiros que compram títulos de companhias brasileiras. O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou a isenção, em viagem aos Estados Unidos.

Imposto de Renda: Governo estuda isentar investidores estrangeiros; entenda
Imposto de Renda: Governo estuda isentar investidores estrangeiros; entenda (Imagem: Montagem/FDR)

Na avaliação da equipe econômica, essa isenção de IR deve causar um impacto de R$ 450 milhões aos cofres públicos.

Os estrangeiros já possuem isenção de investimentos feitos nos títulos de dívida pública e nas ações de companhias brasileiras. Contudo, essas pessoas pagam 15% de Imposto de Renda sobre os ganhos obtidos com títulos de companhias nacionais.

Por meio dessa concessão, o governo pretende atrair capital estrangeiro para o Brasil. Essa iniciativa já tem sido considerada pelo governo há algum tempo.

À Folha de S. Paulo, o ministro Paulo Guedes declarou que o anúncio da medida deve ocorrer na próxima semana. Segundo ele, as companhias brasileiras precisam de “financiamento barato”. Diante disso, Guedes declara que o governo eliminará impostos em aplicações estrangeiras em títulos privados.

Isenção de Imposto de Renda para investidores estrangeiros traz divergências

Segundo apurado pelo R7, nos bastidores, a medida do governo traz divergências. Na perspectiva de auditores fiscais e analistas, a justificativa não se sustenta. Isso porque os brasileiros pagam impostos sobre os investimentos em títulos públicos.

Ao R7, o presidente do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco), George Alex Souza, lembra que parte considerável dos supostos não residentes são brasileiros com valores no exterior.

Segundo o executivo, essas pessoas “se transvestem com facilidade de empresa estrangeira, quase sempre sediada em paraíso fiscais”.

Para compensar a perda de arrecadação, antes de viabilizar a concessão, a equipe econômica estuda para encontrar uma alternativa. Ao anunciar a medida nos Estados Unidos, Paulo Guedes destacou números positivos brasileiros — com o objetivo de atrair novos negócios.

O ministro da Economia ressaltou a diminuição do desemprego. Ele ainda disse que a inflação está controlada. Guedes acredita que a inflação brasileira deve diminuir de 10% para 5% neste ano.

De acordo com o ministro, como o Brasil retirou incentivos fiscais e monetários durante a pandemia de coronavírus, a inflação local deve ser menos que a dos Estados Unidos em 2022.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.