Empresa de Bill Gates investe em criptomoeda que é vista como a ‘nova internet’

De olho no mercado das criptomoedas, empresa de Bill Gates investe em criptoativos vistos como a “nova internet”.

O investimento feito pela empresa de Bill Gates foi de R$ 100 milhões na criptomoeda que promete ser a nova aposta do mercado, sendo considerada a “nova internet da década”. Além de Gates, o ativo digital reúne investidores como Erik Finman, Mark Zuckerberg e Visa.

A promessa é de que a moeda venha formar uma nova geração de milionários. Foi o que aconteceu com Erik Finman que em 2011, aos 12 anos, investiu US$ 1.000 em 100 Bitcoins e aos 18, além de se tornar milionário, o jovem se tornou referência no assunto.

A aposta de Finman nos criptoativos abriu o criptomercado para as pessoas comuns que hoje enxergam o mercado como uma oportunidade de mudar de vida através de investimentos.

Criptomoedas seguem sendo um bom negócio

Apesar de ser um mercado volátil, as criptomoedas seguem sendo um bom investimento para ascender financeiramente

.Hoje, o Bitcoin (a moeda escolhida por Finman) é uma das principais moedas do mercado digital e por isso se tornou grande demais para apresentar novos saltos. Entretanto, o setor dos criptoativos segue em expansão.

Novas oportunidades 

Em recente entrevista ao site Business Insider, Finman falou sobre o mercado atual e que as oportunidades se mostram tão grandes ou até maiores do que na época em que investiu “se você não ficar milionário desta vez a culpa será sua”.

Atualmente existem mais de 10 mil criptoativos e as negociações podem ocorrer a qualquer dia e a qualquer hora. A nova aposta da empresa de Bill Gates promete vingar a qualquer momento e fazer com que R$ 5.000 se torne 1 milhão.

O momento atual para empresas especialistas nesse tipo de investimento é de dizer adeus para o Bitcoin. Essas empresas seguem as métricas importantes do mercado, os chamados “dados on chain”. Apesar das correlações, das variações de preços e do monitoramento, o mercado não funciona com garantias.

Alguns analistas acreditam que em 2022 o Bitcoin irá chegar aos US$ 100 mil, enquanto outros apostam em US$ 200 mil, os mais otimistas falam em US$ 1 milhão a longo prazo.

Para quem deseja mudar de vida, o caminho não será o Bitcoin, ao atingir US$ 100 mil, o lucro pode ser de 50%. Mas o mais importante disso é que a alta do Bitcoin representa também uma alta em criptomoedas menores e menos conhecidas. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.