Via (VIIA3), grupo que reúne Casas Bahia e Ponto, vai entrar em recuperação judicial? Confira

Desde o ano passado, a Via (VIIA3) tem passado por adversidades. Em nota divulgada nesta terça-feira (18), os analistas da XP informaram que foram questionados por investidores sobre um possível pedido de recuperação judicial por parte desta empresa.

Apesar dessa possibilidade, os analistas da XP consideram que o pedido de recuperação judicial é improvável. Como argumento, os especialistas citam três motivos:

  • A Via renegociou os vencimentos de suas dívidas, com 78% com vencimento no longo prazo (vs. 40% ao final de 2020).
  • A posição de caixa da empresa segue, com R$1,6 bilhão à disposição.
  • Em um cenário de uma potencial recuperação judicial, as companhias procuram fazer desinvestimentos para reforço de caixa, enquanto a Via recentemente anunciou a aquisição da logtech CNT.

No entendimento dos analistas, a preocupação dos investidores pode ser devido à provisão trabalhista de R$ 1,2 bilhão anunciada no terceiro trimestre de 2021 — a ser desembolsada ao longo dos próximos anos. Outro fator citado é o cenário macro mais desafiador.

No entanto, momentaneamente, os especialistas não identificaram qualquer indício da empresa estar em processo de pedido de recuperação judicial.

Recomendação da XP para as ações da Via (VIIA3)

Por fim, a XP reiterou a recomendação neutra para a Via, com preço-alvo de R$ 10,00 por ação. A razão dessa indicação é por conta de “um ambiente competitivo agressivo no segmento de e-commerce e um cenário macroeconômico desafiador para 2022”.

A análise da XP foi realizada pelos analistas Danniela Eiger, CFA, head de Varejo e co-head de Equity Research, e os analistas de varejo da XP, Thiago Suedt e Gustavo Senday.

Segundo compilação da Refinitiv de casas de análises que cobrem a ação, somente 1 analista, de doze, recomenda compra dos papéis. Ainda há 7 analistas com indicação de manutenção, e 4 com recomendação de venda.

Cotação recente das ações da Via (VIIA3)

No fechamento desta quarta-feira (19), as ações da Via registraram alta de 6,67%, a R$ 4,00. Essa foi a primeira elevação após cinco dias de queda. No dia anterior, a empresa tinha registrado queda de 3,85%.

No acumulado deste ano, os papéis da empresa já tiveram desvalorização de 23,8%. No ano passado, a Via — grupo que reúne Casas Bahia e Ponto — registrou perda de 67%.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.