BBB: vencedor de 2022 sairá ‘mais pobre’ do que o primeiro ganhador do programa; entenda

Começou nesta semana, a nova edição do reality show da Tv Globo, Big Brother Brasil, um dos programas mais assistidos do país. Em jogo, um prêmio de R$1,5 milhão, montante que mudaria a vida de muita gente. Porém, um fato curioso é que o vencedor desta edição sairá “mais pobre” do Kleber Bambam, vencedor do BBB 1 e que levou um prêmio de R$500 mil. O motivo? A inflação.

Para sair no mesmo patamar que Bambam, o futuro campeão do BBB deveria ganhar um prêmio de R$1,68 milhão.

Como dito acima, a inflação é a culpada disto. Chega a ser estranho dizer que R$1,5 milhão é menos do que os R$500 mil, mas a quantidade de coisas que era possível adquirir em 2002 com este valor, não é a mesma que nos dias atuais. 

No decorrer do tempo, a inflação vai encarecendo o preço dos produtos fazendo com que seja preciso mais dinheiro para comprar. 

De acordo com a calculadora do Banco Central, do início de 2002 até o fim de 2021, a inflação medida pelo IPCA, do IBGE, cresceu 237,6%. Com isso, os preços dos itens que as famílias geralmente compram subiram, 237,6%, em média. Sendo assim, para manter o poder de compra dos R$ 500 mil, o montante do prêmio atual deveria ser de R$ 1,68 milhão.

Se por um lado, o vencedor da atual edição do BBB sairá com “menos grana” do que Bambam, muitos campeões do programa ficaram mais ricos que o vencedor do BBB 1. Entre eles está Jean Willys, vencedor da quinta edição do reality, e o primeiro a ganhar o prêmio de R$ 1 milhão.

Entre os anos de 2002 a 2005, a inflação foi de 33,11%. Sendo assim, para manter o mesmo poder de compra de Bambam, seu prêmio teria que ser de R$ 665,55 mil. No entanto, ele ganhou R$1 milhão.

Outro exemplo é o de Marcelo Dourado, campeão do BBB 10 e o primeiro a levar o prêmio de R$1,5 milhão. Entre os anos de 2002 a 2010 a inflação foi de 67,7%. Desta forma, o prêmio de Dourado deveria ter sido de R$ 838,6 mil para estar no mesmo patamar do de Bambam.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.