Detran SP anuncia mudanças no calendário do licenciamento 2022; veja novos prazos

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) anunciou a alteração no calendário de licenciamento 2022. A medida é necessário devido ao aumento no número de parcelas de três para cinco meses do Imposto sobre a Propriedade de veículos Automotores (IPVA) deste ano.

Detran SP anuncia mudanças no calendário do licenciamento 2022; veja novos prazos
Detran SP anuncia mudanças no calendário do licenciamento 2022; veja novos prazos (Imagem: montagem/FDR)

Com a ampliação no número de parcelas do IPVA 2022, o calendário de pagamento do tributo começa agora no mês de julho até o mês de dezembro. Anteriormente, o prazo iniciava no mês de abril e seguia até o mês de dezembro.

Com isso, o pagamento dividia os veículos por mês, conforme o final da placa. Porém, com o novo calendário do licenciamento 2022, o prazo será com dois finais de placa por mês até outubro.

Sendo assim, o calendário de pagamento do licenciamento 2022 de São Paulo seguirá as seguintes datas: veículos com placas finais 1 e 2 devem ser licenciados em julho, 3 e 4 em agosto, 5 e 6 em setembro, 7 e 8 em outubro, 9 em novembro e, por fim, 0 em dezembro.

Outra mudança apresentada pelo Detran-SP é sobre o valor da taxa de licenciamento 2022. Com isso, o valor para automóveis usados e novos será de R$ 144,86. No ano passado, as taxas eram de R$ 98,91 e R$ 131,80, respectivamente.

Essa mudança significa um aumento de 46,45% para veículos usados e 9,9% para os novos, segundo o Detran-SP. Assim como no ano passado, o pagamento do seguro obrigatório Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) será isento.

O pagamento do licenciamento 2022 pode ser feito até o último dia útil do mês indicado, por meio do site do banco do dono do carro, em casas lotéricas ou caixa eletrônico. Para isso, todos os eventuais débitos do veículo, como multas de trânsito, devem estar quitados.

Aqueles que não fazem o licenciamento cometem infração gravíssima conforme determinação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Sendo assim, ao ser flagrado sem licença, o condutor terá de pagar multa de R$ 293,47.

Além disso, recebe sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e corre o risco de ter o veículo recolhido ao pátio até a regularização. Por esse motivo, o documento é essencial para os motoristas que desejam circular pelas estradas.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.