Países sofrem com falta de enfermeiros; saiba como encontrar oportunidades

Países desenvolvidos estão com carência de enfermeiros. Essas podes ser as suas oportunidades de trabalhar no exterior legalmente e praticando a sua profissão; saiba onde há essa demanda.

publicidade
Países sofrem com falta de enfermeiros; saiba como encontrar oportunidades
Países sofrem com falta de enfermeiros; saiba como encontrar oportunidades (Imagem: FDR)

No Brasil o número de estudantes que se formam nos cursos de enfermagem pode ser considerado até alto.

Já, em outros países, principalmente os mais desenvolvidos, há um déficit desses profissionais.

publicidade

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), em todo o mundo há 27,9 milhões de profissionais de enfermagem atuando em todos os países; desse número total, apenas 19,3 milhões fizeram de fato uma graduação na área, os demais possuem formação técnica ou auxiliar.

É importante lembrar que há uma carência desses profissionais em países mais pobres.

O que acontece é que, infelizmente, muitos não possuem os recursos financeiros para a contratação de mais profissionais.

Por outro lado, os países desenvolvidos possuem recursos físicos, com estruturas de primeira linha e também financeiros, mas carecem de profissionais.

O Brasil possui um índice semelhante ao do Japão e da França quanto ao número de enfermeiros, aqui, são mais de 100 profissionais para cada 10 mil habitantes; o que facilita a imigração de profissionais sem que o país fique desfalcado.

Países com oportunidades de trabalho para enfermeiros

Confira abaixo os países que mais precisam desses profissionais, lembrando que estamos falando de pessoas que fizeram o curso de graduação em enfermagem:

publicidade

Reino Unido: O planejamento é para o recrutamento de 50 mil enfermeiros até 2024 para trabalhar no NHS, o SUS britânico. Eles calculam que 12 mil virão de outros países.

Alemanha: São 300 mil vagas que devem ser preenchidas até 2030. No país, inclusive, já há uma agencia que “facilita” a imigração desses profissionais desde 2019.

Ela foi criada pelo ministro da Saúde, Jens Spahn, e reduz o período de dois anos para seis meses de processo de imigração

publicidade

Canadá: No ano passado o país realizou um programa piloto, de maio a novembro, que possibilitou a imigração de 20 mil profissionais da área da saúde.

Austrália: não foram divulgados números, mas o país tem facilitado a entrada de imigrantes formados em enfermagem, isso porque também carece dessa mão de obra.

Fique bem informado com a editoria de carreiras do FDR.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.