Reprograma abre 720 vagas para formação de mulheres programadoras no Brasil

Com o Programa Todas em Tech diversas mulheres terão a oportunidade de se formarem como programadoras no Brasil. A formação vai acontecer de forma totalmente virtual, o que permite que mulheres de todo o país participem.

Reprograma abre 720 vagas para formação de mulheres programadoras no Brasil
Reprograma abre 720 vagas para formação de mulheres programadoras no Brasil (Imagem
: FDR)

Mais uma iniciativa voltada a inserção de mulheres na área de tecnologia está com inscrições abertas.

Com o Programa Todas em Tech, da Reprograma e do BID Lab (Laboratório de Inovação do Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento), 720 mulheres terão a oportunidade de se qualificar como programadoras no Brasil.

A iniciativa deve atender as mulheres em situações de vulnerabilidade social, econômica e de gênero, preferencialmente negras e/ou trans e travestis. Nesse sentido, do número total de vagas, 55% são destinadas às mulheres negras e 5% para mulheres trans e travestis.

“Investir na diversidade é bom para a sociedade como um todo e é especialmente bom para as empresas. A América Latina é uma das regiões mais desiguais do mundo. Há muitos grupos vulneráveis, como mulheres, LGBTQ+, indígenas, afrodescendentes, pessoas com deficiência, que não têm as mesmas oportunidades que os brancos, os urbanos e as pessoas de alta renda. Além disso, a pandemia atingiu mais duramente mulheres, jovens, pessoas pobres e de baixa renda, exacerbando estas desigualdades. Precisamos fechar esta lacuna de desigualdade, oferecendo oportunidades e programas especificamente concebidos para estes grupos”, comenta Talita Barbosa, ex-aluna.

Programa Todas em Tech

O programa tem duração de 18 semanas, onde os bootcamps (cursos) acontecerão de forma totalmente virtual, eles são oferecidos em parcerias com empresas como:

Accenture, Creditas, Easynvest, Facebook, iFood e Nubank.

Já as oficinas que abordarão conteúdos introdutórios da linguagem de programação Javascript devem acontecer em apenas um dia.

As participantes terão acesso a capacitação em programação front-end e back-end.

Mas, também terão a oportunidade de se aprimorarem em competências comportamentais (soft skills) e no desenvolvimento de seus portfólios.

Além de tudo isso, as alunas terão a oportunidade de participarem da Speed Hiring, uma feira que deve oferecer vagas de emprego, contribuindo para a inserção dessas mulheres no mercado de trabalho.

Fique bem informado com a editoria de carreiras do FDR.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.