Auxílio Mineiro será pago hoje (30) para quem ficou com crédito travado

O pagamento do Auxílio Mineiro foi concluído na última segunda-feira, 29, pelo Governo de Minas Gerais (MG). Contudo, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) informou que uma parcela extra também de R$ 600 será liberada para cerca de 20 mil beneficiários. 

publicidade
Auxílio Mineiro será pago hoje (30) para quem ficou com crédito travado
Auxílio Mineiro será pago hoje (30) para quem ficou com crédito travado. (Imagem: FDR)

Esses mineiros serão contemplados após enfrentarem problemas com o cadastro inicial no ato da solicitação do Auxílio Mineiro. Na verdade, entende-se que o erro não foi exatamente do cidadão, tendo em vista que as liberações foram automáticas com base na inscrição no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal.

Mas na ocasião, o executivo estadual afirmou ter identificado a falta de uma série de dados essenciais que deveriam estar vinculados ao CadÚnico na titularidade do beneficiário, impedindo o recebimento do valor.

publicidade

Porém, o Governo de Minas decidiu se mobilizar e ir em busca de informações em bancos de dados distintos para apurar todas as informações necessárias, e assim, fazer a viabilização adequada do benefício.

Neste sentido, a Sedese alega que, se ainda assim “o pagamento não for efetivado porque a pessoa está com algum documento irregular, ela terá que solicitar a regularização junto ao órgão competente”, instruiu a pasta.

Qualquer dúvida pode ser esclarecida através do e-mail: auxilioemergencialmineiro@social.mg.gov.br. Já a consulta sobre a elegibilidade ao Auxílio Mineiro deve ser feita pelo site: auxilioemergencialmineiro.mg.gov.br.

Vale ressaltar que o Auxílio Mineira recebeu um investimento na margem de R$ 614 milhões, capaz de amparar mais de um milhão de cidadãos que vivem hoje no Estado de Minas Gerais.

O benefício foi criado no intuito de amparar as famílias em situação de extrema vulnerabilidade social, cuja renda per capita necessária para receber o valor deveria ser de R$ 89 ao mês. Também foi preciso se enquadrar nos seguintes critérios:

  • Estar registrado no CadÚnico até o dia 22/05/2021, sendo que atualizações após essa data não foram consideradas;
  • Possuir renda familiar per capital mensal de até R$ 89, devidamente mencionada no CadÚnico;
  • Possuir um responsável pelo grupo familiar registrado no CadÚnico. 
publicidade

O Auxílio Mineiro foi pago em duas etapas, sendo a primeira voltada à parcela da população que, até então, não recebia nenhum outro tipo de benefício emergencial, como no caso das mães solteiras chefes de famílias monoparentais.

Esse grupo recebeu a parcela única de R$ 600 com base no mês de nascimento entre o período de 14 de outubro a 21 de outubro. O segundo cronograma contemplou os beneficiários do antigo Bolsa Família, pagando a cota única de mesmo valor entre 22 a 29 de outubro com base no Número de Identificação Social (NIS). 

O governador de Minas Gerais reconhece a importância de conceder um auxílio emergencial, especialmente porque milhares de brasileiros não conseguiram se restabelecer dos impactos iniciais e contínuos da pandemia da Covid-19. Ele ainda completou dizendo que, provavelmente, este é o maior benefício promovido pelo Estado de Minas Gerais. 

publicidade

Ele ressaltou que a oferta do Auxílio Mineiro é resultado do empenho de toda a equipe, que já viabilizou o Bolsa Merenda e o Renda Minas. Junto à iniciativa privada também foi possível distribuir mais de 145 mil cestas básicas em regiões mineiras com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Além disso, Romeu Zema fez questão de destacar que o Auxílio Mineiro é uma iniciativa temporária, pois o foco do governo estadual é a geração de empregos. Nos últimos dois meses o Estado de Minas foi responsável pelo maior número de postos de trabalho criados em todo o Brasil.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.