3ª dose da vacina contra Covid-19 em São Paulo precisa de agendamento?

Nesta semana, a cidade de São Paulo atende novos grupos na aplicação da 3ª dose da vacina contra a Covid-19. No geral, os cidadãos paulistas com 18 anos de idade ou mais já podem procurar os postos de vacinação da capital paulista.

A ampliação do público elegível para a 3ª dose da vacina contra a Covid-19 aconteceu na última quinta-feira, 18, após determinação inicial do Ministério da Saúde. A partir daí, os estados e municípios tiveram total autonomia para fazer as deliberações necessárias quanto ao calendário de vacinação. 

Mas é importante que este público saiba sobre a necessidade de realizar o agendamento por meio do portal Vacina Já, como uma maneira de agilizar o atendimento durante a vacinação.

Para otimizar ainda mais o tempo, o cidadão paulista tem a oportunidade de acessar a plataforma De Olho Na Fila para conferir o andamento dos atendimentos em cada posto de vacinação.

Na plataforma, também é possível se informar sobre qual vacina está disponível para cada dose do cronograma vacinal. Essas foram as maneiras encontradas pela administração para evitar aglomeração e obter um bom fluxo de imunização na cidade. 

No que compete à aplicação da 3ª dose da vacina contra a Covid-19, é importante destacar que a ampliação no público elegível não foi a única mudança. Isso porque, o intervalo necessário para a aplicação do imunizante também foi reduzido.

A partir de agora, a dose de reforço pode ser aplicada após cinco meses da segunda dose, e não mais seis meses como antes. 

O anúncio sobre o novo intervalo da 3ª dose da vacina foi feito pelo governador do Estado de São Paulo, João Doria, na última quarta-feira, 17, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde e se adequando ao restante do país. 

Desta forma, podem receber a dose de reforço na cidade de São Paulo todas as pessoas que já tomaram a primeira e a segunda dose das vacinas CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer até o dia 17 de junho. Este público receberá, preferencialmente, a 3ª dose com a vacina da Pfizer. 

Mas não para por aí, a administração municipal segue aplicando a primeira e a segunda dose para maiores de 18 anos, jovens na faixa etária de 12 a 17 anos, bem como o reforço para idosos com mais de 60 anos, profissionais da saúde, educação, funcionários públicos da Guarda Civil Municipal (GCM), sepultadores e fiscais das subprefeituras.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.