Sem Bolsa Família e CadÚnico, tenho chances de receber o Auxílio Brasil?

População que foi excluída do Bolsa Família tenta acesso no Auxílio Brasil. Na próxima semana, o governo federal dará inicio ao pagamento de seu novo projeto social. No entanto, há milhares de brasileiros tentando entender como se cadastrar para receber os abonos de R$ 217.

Sem Bolsa Família e CadÚnico, tenho chances de receber o Auxílio Brasil? (Imagem: FDR)
Sem Bolsa Família e CadÚnico, tenho chances de receber o Auxílio Brasil? (Imagem: FDR)

O Auxílio Brasil está cada vez mais próximo de ser pago. Segundo o calendário oficial do governo federal, a partir do próximo dia 17 o Ministério da Cidadania iniciará os repasses financeiros para as contas do Caixa Tem. Quem não era do Bolsa Família deve ficar atento as formas de solicitação do benefício.

Como entrar no Auxílio Brasil?

O cadastramento vem sendo realizado por meio do CadÚnico. A plataforma social do governo exige que o cidadão comprove sua situação de vulnerabilidade social. Para se vincular, é preciso ir presencialmente até um centro de assistência social, ter ao menos 16 anos e entregar os seguintes documentos:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade – RG;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) – somente se a pessoa for indígena.

Quem pode se inscrever no CadÚnico?

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550);
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Pessoas que moram sozinhas – constituem as chamadas famílias unipessoais;
  • Pessoas que vivem em situação de rua — sozinhas ou com a família.

Sobre o Auxílio Brasil

Uma vez inscrito no CadÚnico, basta aguardar para que o governo federal faça a triagem dos segurados. No entanto, é válido ressaltar que a vinculação não implica dizer que fará parte do novo projeto.

Até o momento o governo só contemplará 17 milhões de brasileiros. Somente caso abra vagas para novos grupos é que os recém registrados no Cadastro Único terão direito ao recebimento. Para mais informações sobre o Auxílio Brasil acesse nossa página exclusiva do projeto.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.