Novo valor de piso e teto do INSS a partir de janeiro de 2022

A nova previsão do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) é de 9,1%. Com isso, o salário mínimo de 2022 deve ficar em R$ 1.200, com um reajuste de R$ 100. O novo valor irá interferir no piso e teto do INSS.

Novo valor de piso e teto do INSS a partir de janeiro de 2022
Novo valor de piso e teto do INSS a partir de janeiro de 2022 (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

A nova previsão do salário mínimo de 2022 é de R$ 1.200, conforme o INPC de 9,1%. O reajuste impacta cerca de 50 milhões de brasileiros, sendo que desse quantitativo, 24 milhões estão vinculados ao INSS.

Com base no novo valor do salário mínimo, a Previdência Social estabelece o piso e teto do INSS. Atualmente, o piso do Instituto Nacional do Seguro Social, ou seja, o valor mínimo pago é de R$ 1.100, conforme o salário vigente.

Benefícios como BPC (Benefício de Prestação Continuada), auxílio doença, pensão por morte e aposentadorias pagam apenas um salário mínimo. Com o reajuste no salário mínimo em 2022, o piso do INSS deve passar a ser de R$ 1.200.

Já o teto do INSS neste ano é de R$ 6.433,57, sendo que esse também é definido com base no INPC do ano anterior. Dessa maneira, se 2021 fechar com um índice de 9,1%, o limite de pagamento do instituto passará a ser de R$ 7.019,02.

Para receber o teto do INSS é preciso pagar 20% desse limite nas contribuições mensais. Sendo assim, considerando o atual teto de R$ 6.433,57 é necessário pagar R$ 1.286,71 por mês para o INSS como segurado facultativo.

Esse pagamento deve durar até completar o tempo de contribuição necessário para a aposentadoria. Sendo assim, mesmo que haja uma contribuição maior, o valor máximo pago pela entidade é esse.

Além desses benefícios, o reajuste no salário mínimo também afeta outros pagamentos, como o Seguro-desemprego e o Abono salarial. O PIS/PASEP, por exemplo, paga até um salário para o trabalhador, de acordo com o tempo de atividade exercida no ano base.

O PIS (Programa de Integração Social) é destinado aos trabalhadores da rede privada pago pela Caixa Econômica Federal. Já o Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) é pago aos servidores públicos pelo Banco do Brasil. Veja abaixo uma simulação do PIS/PASEP considerando o piso de 2022:

  • 1 mês: R$ 100;
  • 2 meses: R$ 200;
  • 3 meses: R$ 300;
  • 4 meses: R$ 400;
  • 5 meses: R$ 500;
  • 6 meses: R$ 600;
  • 7 meses: R$ 700;
  • 8 meses: R$ 800;
  • 9 meses: R$ 900;
  • 10 meses: R$ 1.000;
  • 11 meses: R$ 1.100;
  • 12 meses: R$ 1.200.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.