Inscritos no Bolsa do Povo reclamam de falha na entrega do cartão

Recentemente tem havido diversas reclamações sobre falha na entrega do cartão Bolsa do Povo. O programa idealizado pelo Governo do Estado de São Paulo com foco na educação, é destinado a famílias em situação de vulnerabilidade, com uma atuação semelhante ao auxílio emergencial do Governo Federal.

O cartão do programa Bolsa do Povo deveria ter sido entregue há semanas, mas agora as mães inscritas no programa alegam não ter recebido a ferramenta para sacar o benefício até agora.

Essas mulheres afirmam estarem trabalhando há mais de um mês, período no qual também continuam sem receber o auxílio devido a inconsistências na plataforma. 

De acordo com as regras do programa Bolsa do Povo, é preciso cumprir uma jornada de quatro horas diárias em escolas estaduais para ter direito a um auxílio mensal no valor de R$ 500.

A quantia que seria capaz de ajudar muitas famílias a manterem o mínimo das despesas básicas dentro de casa, não tem sido disponibilizada como prometido. 

Diversas mulheres inscritas no programa começaram a trabalhar no início do mês de setembro, sendo informadas de que receberiam a primeira parcela no dia 20 do mesmo mês, mas até então o depósito não foi efetuado.

É o caso de Viviane Almeida Levorato, de 36 anos, que no dia 8 de setembro começou a trabalhar na Escola Estadual Professor Arnaldo Laurindo, situada na Zona Sul da cidade de São Paulo. 

Viviane concluiu o curso profissionalizante obrigatório com o propósito de prestar serviços para a escola no dia 10 de setembro, porém, ao acessar o site para requerer o cartão Bolsa do Povo, foi notificada de que ainda não havia recebido o valor. 

“Essa é a minha única renda, moro com o meu marido e dois filhos, então estamos esperando por esse valor para pagar as contas. O dinheiro aparece disponível no site, mas eles não estão me liberando o voucher para sacar”,  declarou. 

Viviane contou que entrou em contato com a Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), quando foi informada de que não há previsão para o pagamento ser efetuado.

Na teoria, o Bolsa do Povo entrou em vigor em todo o Estado de SP no dia 26 de maio deste ano, por meio da unificação de projetos sociais já existentes no âmbito social.

É preciso explicar que os serviços são gerenciados por secretarias distintas, de maneira que uma parte está vinculada à promoção da capacitação profissional e emprego. Enquanto as outras iniciativas são voltadas exclusivamente à transferência de renda direta, é o caso do SP Acolhe e o Vale Gás.

Vale mencionar que o Governo de São Paulo anunciou que os cartões começariam a ser entregues no dia 17 de agosto, e que até o dia 20 a quantia já estaria liberada para uso.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.