Urgente! Prorrogação do auxílio emergencial deve durar até 2023 para único grupo

Com a data marcada para o pagamento da sétima e última parcela junto às incertezas sobre a aprovação do Auxílio Brasil, o Governo Federal propôs a prorrogação do auxílio emergencial até 2023. No entanto, se esta nova extensão for permitida, somente o Bolsa Família será contemplado. 

Urgente! Prorrogação do auxílio emergencial deve durar até 2023 para único grupo
Urgente! Prorrogação do auxílio emergencial deve durar até 2023 para único grupo. (Imagem: FDR)

O Auxílio Brasil é a proposta de substituição do tradicional Bolsa Família. No entanto, tem havido uma certa resistência em aprovar o projeto devido à falta de uma fonte de financiamento precisa para custear o programa.

Além do que, as propostas já apresentadas não foram bem vistas pelos líderes partidários diante do risco orçamentário representado por elas. 

Portanto, nota-se que a intenção de prorrogar o auxílio emergencial até 2023 está mais relacionada a uma válvula de escape para se sair bem na campanha para o pleito eleitoral de 2022, do que a preocupação em não deixar milhares de cidadãos em situação de vulnerabilidade social desamparados.

Acredita-se também que, a escolha por dar continuidade ao benefício somente para os beneficiários tenha sido feita com base nas tratativas de um novo benefício para este grupo.

Mas de toda forma, a opção por contemplar somente um grupo específico composto por 14,6 milhões de famílias, continua desconsiderando as necessidades de milhares de brasileiros.

A intenção é para que os beneficiários recebam parcelas no valor médio do auxílio emergencial, que é de R$ 250. De maneira cumulativa aos valores que essas pessoas já recebem através do programa social por, pelo menos, o período de um ano.

Atualmente, o valor médio do Bolsa Família é de R$ 189, embora os beneficiários estejam recebendo as parcelas entre R$ 150, R$ 250 e R$ 375 oferecidas pelo auxílio emergencial de 2021.

No entanto, com base na proposta da média cumulativa, os contemplados teriam direito a receber R$ 440, quantia superior à oferta atual de ambos os programas. 

Essa possibilidade tem sido debatida nas últimas semanas e, a expectativa é para que o presidente da República, Jair Bolsonaro tome uma decisão até a próxima semana, diante do fim do calendário do auxílio emergencial.

Se a proposta for efetivada, ela mantém o encerramento do benefício emergencial para 25 milhões de trabalhadores informais, o que não é bem visto por algumas áreas do Governo Federal. 

A prorrogação do auxílio emergencial até 2023 ganhou força em meio à divergência de opiniões sobre aqueles que são a favor da extensão integral do benefício, ou seja, contemplando todos os beneficiários, e por aqueles que são nitidamente contra a medida, como a equipe técnica do Ministério da Economia. 

Na oportunidade, foi sugerido que essa iniciativa já seja vista como uma espécie de transição entre os programas, além do que, se tratando de um amparo a caráter emergencial, uma hora ele terá de ser cessado. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.