Preço do gás de cozinha chega a R$ 135,00; veja média de valor por estado

Pontos-chave
  • Preço do botijão de gás já chegou a R$ 135;
  • Gás de cozinha é cobrado a R$ 74,00 em Saquerema;
  • Governo Federal, Petrobras e estados se mobilizam na oferta de vale gás.

O preço do gás de cozinha teve um novo reajuste pela Petrobrás no último final de semana. Os valores atualizados já foram aplicados desde o último sábado, 9. 

A justificativa dada pela estatal está relacionada à intenção de evitar o desabastecimento do produto. A alteração reflete no aumento de 7,22% no gás de cozinha

Desta forma, o preço médio teve aumento de R$ 3,60 para R$ 3,86 por kg, o correspondente a R$ 50,15 no botijão de gás de 13 kg.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre o período de 3 a 9 de outubro, o preço do gás de cozinha já chegou a R$ 135 em algumas localidades. 

O valor do gás de cozinha por R$ 135 é cobrado na cidade de Sinop, no Mato Grosso, região Centro-Oeste. Em contrapartida, a quantia mais barata foi identificada em Saquarema, no Rio de Janeiro, a R$ 74,00, equivalente à média praticada em dezembro de 2020. 

Média de valor do botijão por estado

Centro-Oeste 

  • Distrito Federal: R$ 114,99;
  • Mato Grosso: R$ 135,00;
  • Goiás; R$ 117,00;
  • Mato Grosso do Sul: R$ 105,00;

Nordeste

  • Ceará: R$ 110,00;
  • Rio Grande do Norte: R$ 110,00;
  • Sergipe: R$ 95,00;
  • Bahia: R$ 110,00;
  • Pernambuco: R$ 105,00;
  • Alagoas: R$ 96,00;
  • Paraíba: R$ 110,00;
  • Piauí: R$ 115,00;
  • Maranhão: R$ 95,00;

Norte

  • Amapá R$ 117,00;
  • Pará R$ 120,00
  • Roraima R$ 115,00;
  • Rondônia R$ 121,00;
  • Acre: R$ 120,00;
  • Amazonas: R$ 115,00;
  • Tocantins: R$ 115,00;

Sudeste

  • Minas Gerais: R$ 120,00;
  • Espírito Santo: R$ 110,00;
  • Rio de Janeiro: R$ 105,00;
  • São Paulo: R$ 120,00;

Sul

  • Santa Catarina R$ 120,00;
  • Paraná R$ 125,00;
  • Rio Grande do Sul R$ 125,00;

Vale gás 

Diante da alta expressiva no preço do gás de cozinha por todo o Brasil, várias localidades começaram a oferecer o vale gás. O benefício é uma ajuda de custo cujo valor pago pelo estado ou município pode ser utilizado na compra do botijão de gás de 13 kg. 

Inspirado nas iniciativas regionais, o Governo Federal também tem se mobilizado para oferecer um vale gás no âmbito nacional. O Projeto de Lei (PL) que dispõe sobre o tema foi aceito na Câmara dos Deputados no final do mês de setembro. 

De autoria do deputado Carlos Zarattini, a proposta visa subsidiar os custos do gás de cozinha (GLP) para famílias de baixa renda. Agora, o texto segue para apreciação no Senado Federal. Se aprovado pela Casa, será encaminhado para sanção presidencial.

Denominado de Gás Social, o programa prevê o pagamento de, pelo menos, 50% do valor cobrado pelo insumo. Vale ressaltar que, perante a lei, o pagamento de cada parcela não pode ultrapassar o período de 60 dias. Pelo o que se sabe até o momento, o benefício será direcionado a quem cumprir estes requisitos;

  • Estiver inscrito no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Apresentar renda mensal per capita de até meio salário mínimo, R$ 550;
  • Possuir da composição familiar pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A Petrobras também informou que irá investir R$ 300 milhões em um programa social que pagará um vale gás no âmbito nacional. O propósito é amparar as famílias de baixa na aquisição de insumos essenciais durante o período de 15 meses.

Por enquanto, a estatal ainda está na etapa final de estudos para estabelecer todos os critérios que serão aplicados no programa, como a seleção de beneficiários, método de pagamento e valor a ser pago. 

A oferta do programa tem o intuito de reforçar a imersão em causas sociais já praticadas pela empresa em diversos setores. Por isso, a Petrobras insinuou que tem buscado parcerias para incrementar o vale gás ao máximo e oferecer um benefício viável e vantajoso aos futuros beneficiários. 

Além do mais, estados como o Pará, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão e o Distrito Federal também oferecem uma ajuda capaz de custear integral ou parcialmente o valor do gás de cozinha. Os valores são variáveis, bem como as parcelas. Mas no geral, giram em torno de R$ 100. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA