Cesta básica tem nova alta com maior valor em 12 meses na cidade de Londrina

Em um ano, o preço da cesta básica em Londrina (PR) aumentou 11,7%. Com isso, hoje o conjunto de itens essenciais para a sobrevivência está custando R$ 529,90. Essa quantia é referente aos valores encontrados no mês de setembro.

Cesta básica tem nova alta com maior valor em 12 meses na cidade de Londrina
Cesta básica tem nova alta com maior valor em 12 meses na cidade de Londrina (Imagem: Supermercado Lopes)

O valor da cesta básica está tendo aumento em todas as cidades do Brasil, devido á inflação. Porém, em algumas essa elevação é ainda pior, já que há lugares que o custo de vida é mais elevado que o normal.

A cesta básica é composta por 13 itens considerados essenciais para o desenvolvimento físico e mental de uma pessoa adulta. A cesta é composta por: carne, leite, feijão, arroz, farinha, batata, legumes (tomate), pão francês, café em pó, frutas (banana), açúcar, banha/óleo e manteiga.

Ao comparar a elevação da cesta básica em 12 meses em Londrina foi percebido um aumento de 11,7%. Com isso, no mês de setembro o conjunto de itens podia ser comprado por R$ 529,90, em média, na capital.

Diante disso, para uma família composta por dois adultos e duas crianças a despesa com alimentação em Londrina chega a ser de R$ 1.589,71. Para as crianças é considerado o consumo de meia cesta.

Atualmente, o piso nacional é de R$ 1.100. Diante disso, o valor mínimo pago aos trabalhadores não é capaz de sustentar uma família. Sendo assim, é preciso que os dois adultos recebam a remuneração para bancar os alimentos.

Para piorar a situação, ainda é necessário arcar com a conta de água, conta de luz, internet e, muitas vezes, aluguel. Esses dados foram levantados pelo NuPEA (Núcleo de Pesquisas Econômicas Aplicadas) da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), campus Londrina, e pela UEL (Universidade Estadual de Londrina).

De acordo com a pesquisa, as maiores altas dos itens da cesta básica foram: o tomate (+33,8%), o açúcar (+8,2%) e a farinha (+5,4%). Em contrapartida, tiverem produtos que apresentaram queda no preço: a batata (-15,8%), a margarina (-15,3%) e a banana (-13%).

Analisando a elevação da cesta do mês de agosto para setembro, a pesquisa mostrou que houve um aumento de 2,22%. Porém, em comparação com o mesmo mês do ano passado o aumento foi de 32,8%. Esses dados mostram o quanto a inflação no Brasil está descontrolada.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA