Licenciamento atrasado em SP coloca 9,5 milhões veículos em risco de apreensão

Cerca de 9,5 milhões de veículos em todo o estado de São Paulo, estão circulando de maneira irregular, com débitos do licenciamento. Os números são informações do Detran-SP. Desta forma, quatro em cada dez motoristas correm o risco de terem o carro  ou moto apreendidos.

Licenciamento atrasado em SP coloca 5,3 milhões veículos em risco de apreensão
Licenciamento atrasado em SP coloca 9,5 milhões veículos em risco de apreensão (Imagem: Divulgação/Detran-AM)

A data de vencimento do licenciamento acontece de acordo com o número final da placa dos veículos. Na capital do estado, existem 2,403 milhões de motoristas devendo o licenciamento deste ano de seus carros, motos e caminhões. 

O auxiliar de instalação Washington Luiz da Cruz Santos, disse em entrevista ao G1 que recuperar um carro aprendido é muito mais caro que pagar o licenciamento.

Sua moto permaneceu por cinco dias no pátio do Detran, localizado bairro do Ipiranga, na Zona Sul. Ela foi apreendida pela polícia porque estava com o licenciamento vencido há 15 dias. 

As taxas que ele pagou para recuperar sua moto tiveram um custo de quase 40% do valor que ele pagou na moto.

“No caso, tô em obra em casa, então dei uma atrasada mesmo. Mas eu ia pagar o mês que vem, né. Retirar ela com todo esse prejuízo saiu R$ 1.300”, disse.

O licenciamento de um veículo custa R$ 98,91. Caso o motorista não licencie, como foi o caso do Washington Luiz da Cruz Santos, saiu muito mais caro.

Após a apreensão do veículo, o dono que deseja recuperá-lo, pagará muito mais que o licenciamento. 

A multa, considerada gravíssima, que dá sete pontos na carteira, custa R$ 293,47. O guincho que leva o veículo para o pátio do Detran-SP custa R$ 320,00. Cada dia que o carro ficar no local custaR$ 32,00. Por fim, ainda é preciso pagar uma taxa para tirar o carro do pátio: R$15,76, totalizando R$ 661,23.

Mesmo com todas estas taxas, o número de motoristas que não pagam o licenciamento é considerado alto pelo diretor de educação e fiscalização do Detran-SP.

“É um número que nos preocupa, mas levando em consideração que estamos em um ano excepcional, talvez isso tenha essa explicação desse período de pandemia, mas é um número alto”, disse Juan Carlos Sanchez.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA