Situações em que receber Bolsa Família pode ser mais vantajoso que auxílio emergencial

Segurados do Bolsa Família devem ficar atentos as limitações do auxílio emergencial. A Caixa Econômica começou uma nova rodada de repasse da extensão de renda dos projetos. Até o próximo dia 30, a população vinculada ao BF estará recebendo a 6ª parcela de integração, com valores entre R$ 150 e R$ 375. Entenda se é benéfico ou não ser contemplado.

Situações em que receber Bolsa Família pode ser mais vantajoso que auxílio emergencial (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Situações em que receber Bolsa Família pode ser mais vantajoso que auxílio emergencial (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

O pagamento do auxílio emergencial está cada vez mais próximo de ser encerrado. De acordo com o governo federal, o programa será mantido até o fim de outubro.

No entanto, há ainda a possibilidade de sua renovação em 2022. Nesse caso, se a medida for aceita, o segurado do Bolsa Família precisa observar se estará perdendo parte de seu salário.

Como saber se é válido receber meu Bolsa Família pelo auxílio emergencial?

O pagamento atual do auxílio é dividido em três categorias. Há quem tenha o direito de receber um abono de R$ 150, as famílias com liberação de R$ 250 e mães solteiras com acesso a R$ 375.

Especificamente no caso do Bolsa Família, a complementação do auxílio vem como uma espécie de extensão. A quantia já recebida pelo BF não é somada as parcelas do AE, o que significa que o valor máximo a ser pago por quem fizer a integração dos projetos é de R$ 375.

Ou seja, se o segurado do Bolsa Família recebe mais que R$ 375, a entrada no auxílio emergencial não é vantajosa. Por isso, o próprio governo mantém o pagamento tradicional do cidadão e não o incluí no auxílio.

Já havendo um pagamento de R$ 150, por exemplo, no BF e ele podendo receber os R$ 250 do AE, a portabilidade se faz mais benéfica.

Divisão dos valores do auxílio emergencial

Atualmente, o programa define as mensalidades pelos seguintes critérios:

  • Famílias de apenas uma pessoa = R$ 150
  • Famílias com mais de uma pessoa = R$ 250
  • Famílias lideradas por mães solteiras = R$ 375

Na hora de saber o valor a ser repassado em junção com o BF, basta pontuar a quantia garantida por ele e subtrair a diferença a partir das categorias acima.

Calendário do auxílio emergencial pelo Bolsa Família

  • NIS com final 1: 17 de setembro
  • NIS com final 2: 20 de setembro
  • NIS com final 3: 21 de setembro
  • NIS com final 4: 22 de setembro
  • NIS com final 5: 23 de setembro
  • NIS com final 6: 24 de setembro
  • NIS com final 7: 27 de setembro
  • NIS com final 8: 28 de setembro
  • NIS com final 9: 29 de setembro
  • NIS com final 0: 30 de setembro

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA