Auxílio emergencial acaba em outubro; o que vai acontecer com micro empreendedores?

Auxílio emergencial será encerrado nas próximas semanas. Após meses em concessão, o governo federal informou que estará liberando a última parcela do projeto ao longo do mês de outubro. Isso significa dizer que mais de 30 milhões de desempregados e micro empreendedores deixarão de receber as mensalidades. Saiba qual o planejamento para este grupo.

Auxílio emergencial acaba em outubro; o que vai acontecer com micro empreendedores? (Imagem: FDR)
Auxílio emergencial acaba em outubro; o que vai acontecer com micro empreendedores? (Imagem: FDR)

Com sete parcelas concedidas em 2021, o auxílio emergencial está próximo de chegar ao fim. Segundo o calendário do Ministério da Cidadania, a sétima e última parcela do programa será liberada entre 18 e 31 de outubro, válida para os segurados do Bolsa Família, micro empreendedores e desempregados.

O que acontece após o fim do auxílio?

Diante da concessão da última parcela, os contemplados deverão ficar descobertos pelo governo. Para quem está no Bolsa Família, a previsão é de que haja a migração para o Auxílio Brasil, novo projeto de Bolsonaro.

No entanto, os profissionais autônomos, pequenos empreendedores, não poderão ser beneficiados. Isso porque, a legislação do novo Bolsa Família exige que o cidadão não tenha comprovação de renda.

Ou seja, os pequenos empreendedores não receberão mais benefícios público, sendo obrigados a retomarem suas atividades mesmo ainda no cenário de pandemia. Para a grande maioria, o auxílio estava sendo utilizado para sanar as despesas básicas de casa.

Quem vai ter direito ao Auxílio Brasil?

  • Inclusão da família no CadÚnico do Governo Federal;
  • Seleção pelo Ministério da Cidadania;
  • No caso de existência de gestantes, o comparecimento às consultas de pré-natal, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde (MS);
  • Participação em atividades educativas ofertadas pelo MS sobre aleitamento materno e alimentação saudável, no caso de inclusão de nutrizes (mães que amamentam);
  • Manter em dia o cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos;
  • Acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 a 44 anos;
  • Garantir frequência mínima de 85% na escola, para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e de 75%, para adolescentes de 16 e 17 anos.

Calendário de pagamento da última parcela

Sétima parcela do auxílio emergencial 2021: calendário de pagamento para beneficiários do Bolsa Família

  • NIS com final 1: 18 de outubro
  • NIS com final 2: 19 de outubro
  • NIS com final 3: 20 de outubro
  • NIS com final 4: 21 de outubro
  • NIS com final 5: 22 de outubro
  • NIS com final 6: 25 de outubro
  • NIS com final 7: 26 de outubro
  • NIS com final 8: 27 de outubro
  • NIS com final 9: 28 de outubro
  • NIS com final 0: 29 de outubro

Sétima parcela do auxílio emergencial 2021: calendário de pagamento (depósito em conta) para público geral 

  • Nascidos em janeiro – 20 de outubro
  • Nascidos em fevereiro -21 de outubro
  • Nascidos em março – 22 de outubro
  • Nascidos em abril – 23 de outubro
  • Nascidos em maio – 23 de outubro
  • Nascidos em junho – 26 de outubro
  • Nascidos em julho – 27 de outubro
  • Nascidos em agosto – 28 de outubro
  • Nascidos em setembro – 29 de outubro
  • Nascidos em outubro – 30 de outubro
  • Nascidos em novembro – 30 de outubro
  • Nascidos em dezembro – 31 de outubro

Sétima parcela do auxílio emergencial 2021: calendário de saque para público geral

  • Nascidos em janeiro – 1º de novembro
  • Nascidos em fevereiro – 3 de novembro
  • Nascidos em março – 4 de novembro
  • Nascidos em abril – 5 de novembro
  • Nascidos em maio – 9 de novembro
  • Nascidos em junho – 10 de novembro
  • Nascidos em julho – 11 de novembro
  • Nascidos em agosto – 12 de novembro
  • Nascidos em setembro – 16 de novembro
  • Nascidos em outubro – 17 de novembro
  • Nascidos em novembro – 18 de novembro
  • Nascidos em dezembro – 19 de novembro

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA