Caixa Tem: passo a passo para fazer transferência por PIX do seu auxílio

O sistema de pagamento instantâneo (PIX) foi implementado pelo Banco Central (BC) há quase um ano e, desde 30 de abril, está disponível para os beneficiários do Caixa Tem. Desta forma, basta inserir uma simples chave para enviar quantias que serão depositadas no mesmo instante. 

Caixa Tem: passo a passo para fazer transferência por PIX do seu auxílio
Caixa Tem: passo a passo para fazer transferência por PIX do seu auxílio. (Imagem: R7)

É importante mencionar que no caso específico da chave PIX, logo que foi lançada e implementada ao Caixa Tem, o uso da ferramenta possuía as mesmas restrições que as transferências via TED e DOC.

Ou seja, assim como para efetuar saques em espécie, as transferências para outras agências bancárias eram liberadas em até 30 dias. A medida tem o objetivo de estimular as movimentações virtuais e evitar aglomerações nas agências. 

No entanto, em abril deste ano, quando a primeira parcela do auxílio emergencial de 2021 começou a ser paga, o Banco Central do Brasil decidiu liberar o uso da chave PIX no mesmo instante.

Contudo, o uso da ferramenta impede transferências para contas da mesma titularidade, mesmo que em instituições financeiras distintas. 

Embora o PIX seja uma ferramenta inovadora que promete instantaneidade e gratuidade, é importante que os usuários se atentem quanto a algumas questões. Uma delas se refere ao limite de transferências via PIX no Caixa Tem, que é de apenas R$ 1.200.

Diante de todas as possibilidades com o uso do PIX, antes de mais nada é preciso cadastrar uma chave no Caixa Tem. Para realizar este procedimento, é necessário acessar o aplicativo e selecionar a opção “PIX” na tela inicial. 

Em seguida, o cliente do banco deve escolher uma das chaves a seguir:

  • CPF;
  • Endereço de e-mail;
  • Telefone;
  • Chave aleatória (conjunto extenso de letras e números gerados pelo Banco Central).

Feita a escolha da chave, é necessário basta inserir a informação correspondente e confirmar o procedimento clicando em “Sim, estou de acordo”. Por fim, basta digitar a senha de acesso ao Caixa Tem e finalizar o cadastro da chave PIX. 

O PIX permite transferências e pagamentos em até dez segundos, garantindo a segurança e praticidade em transações que podem ser realizadas durante as 24 horas do dia, incluindo finais de semana e feriados. 

Alguns cidadãos precisam tomar cuidado ao fazer transferências utilizando o auxílio emergencial para a mesma titularidade, mesmo que o CPF esteja registrado como chave PIX em outra instituição financeira.

Isso porque, em caso de débito junto ao banco, existe a possibilidade de a quantia transferida ser automaticamente utilizada para quitar a dívida. 

Mas no geral, o beneficiário que quiser transferir o auxílio emergencial via PIX, deve:

  • Acessar o aplicativo Caixa Tem;
  • Selecionar a opção “PIX”;
  • Selecionar a opção “Pagar”;
  • Escolher o meio de pagamento entre: chave pix, QR Code, pix copia e cola, dados bancários, telefone, CPF/CNPJ, e-mail, chave aleatória;
  • Digite a chave de quem irá receber a quantia;
  • Digite o valor enviado;
  • Escolha se deseja enviar uma declaração junto da transferência;
  • Digite a senha de acesso ao aplicativo;
  • Posteriormente, clique em “Verifique a conclusão do seu PIX”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA