Comércios, academias, bares e outros locais que poderão exigir passaporte da vacina

Pontos-chave
  • Passaporte da vacina será exigido para estabelecimentos de uso comunitário;
  • Comprovante pode ser emitido em plataforma exclusiva de cada localidade;
  • Conecte SUS é o passaporte da vacina oficial dos brasileiros.

O passaporte da vacina tem se popularizado pelo Brasil. O documento atua na comprovação da vacinação dos brasileiros ao reunir informações sobre as doses tomadas: marca da vacina e data da imunização. 

Comércios, academias, bares e outros locais que poderão exigir passaporte da vacina
Comércios, academias, bares e outros locais que poderão exigir passaporte da vacina. (Imagem: IG Saúde)

A medida tem o intuito de estimular a vacinação, além de preservar pela segurança e saúde de todos durante uma fase em que se prepara para a reabertura integral da cidade.

A princípio, o passaporte da vacina será solicitado para permitir a entrada em estabelecimentos comerciais, academias, bares, restaurantes, entre outros. Existe a possibilidade de ampliação para outros nichos. 

Vale ressaltar que a comprovação da vacinação é válida para qualquer etapa do cronograma. Portanto, o passaporte da vacina é direcionado tanto ao recebimento da primeira dose da vacina, como também da segunda para quem já cumpriu o intervalo de atuação entre ambas as doses, mas que não concluiu o esquema vacinal.

Algumas cidades já adotaram esta exigência. Veja as regras a seguir!

São Paulo

A exigência do passaporte da vacina na cidade de São Paulo também será adotada em breve. O documento é necessário para liberar a entrada em uma série de estabelecimentos de uso coletivo, sejam eles públicos ou privados. 

A Prefeitura de São Paulo explicou que a obrigatoriedade do documento tem o objetivo de estimular a procura dos cidadãos paulistas pela vacinação contra a Covid-19, e assim, conter a proliferação do vírus.

O comprovante de vacinação deve ser adquirido através da plataforma eSaúde, na qual será apresentado um QR Code capaz de informar se a pessoa foi ou não vacinada. 

Desta forma, basta utilizar a câmera do celular para fazer a fiscalização. Diante da constatação de pessoas não vacinadas, os estabelecimentos terão total autonomia para barrarem a entrada no local.

Além do mais, se algum cidadão não imunizado for identificado, o organizador do evento ou proprietário do evento serão multados. Este controle será feito pelo departamento de Vigilância Sanitária.

Rio de Janeiro

Outra cidade na qual o passaporte da vacina também é exigido é na capital carioca. O propósito é o mesmo, estimular a vacinação da população contra a Covid-19 daquelas pessoas que ainda não se dirigiram aos postos de vacinação. 

Trata-se de uma medida de segurança à saúde pública em um momento tão delicado pelo qual o país e a cidade ainda tem passado enfrentando a Covid-19. Portanto, será preciso obter o passaporte da vacina para desfrutar de ambientes como academias, teatros, cinemas, clubes, entre tantos outros locais. 

O passaporte da vacina será exigido nos seguintes estabelecimentos:

  • Academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e de condicionamento físico e clubes sociais;
  • Vilas olímpicas, estádios e ginásios esportivos;
  • Cinemas, teatros, salas de concerto, salões de jogos, circos, recreação infantil e pistas de patinação;
  • Atividades de entretenimento, exceto quando expressamente vedadas;
  • Locais de visitação turísticas, museus, galerias e exposições de arte, aquário, parques de diversões, parques temáticos, parques aquáticos, apresentações e drive-in;
  • Conferências, convenções e feiras comerciais.

Podem ser apresentados os seguintes documentos como um passaporte da vacina:

  • Documento de identidade original com foto (RG);
  • Certificado digital da vacina, adquirido pela plataforma Conecte SUS;
  • Comprovante, caderneta ou cartão de vacinação respectivamente impressos em papel timbrado, emitido no ato da vacinação na unidade de saúde. 
Comércios, academias, bares e outros locais que poderão exigir passaporte da vacina
Comércios, academias, bares e outros locais que poderão exigir passaporte da vacina. (Imagem: Diário do Rio)

Salvador 

Em Salvador, a prefeitura lançou a carteira de vacinação digital, popularmente conhecida por passaporte da vacina. A emissão do documento é gratuita e pode ser obtido tanto pelo site quanto por aplicativo para celular. 

Além dos locais de uso público, o passaporte da vacina também será exigido em eventos, restaurantes e demais estabelecimentos. O documento possibilitará a fiscalização para saber se o cidadão está ou não imunizado contra a Covid-19, bem como, quantas doses ela já tomou. 

Para adquiri-lo, basta acessar o site: carteiradevacinadigital.saude.salvador.ba.gov.br ou cvb.saude.salvador.ba.gov.br.

Aqueles que já se cadastraram na plataforma Vida + vinculada ao Sistema Único de Saúde (SUS), podem acessar o cartão digital com o CPF e senha do sistema.

Esta senha também pode ser utilizada para o recadastramento do SUS, agendamento da vacina ou em caso de solicitação da Vacina Express. Já no primeiro acesso será possível visualizar o comprovante de vacinação com todos os detalhes. Os status apresentados são:

  • Sem registro de doses;
  • Parcialmente vacinado (apenas uma dose);
  • Parcialmente vacinado – em vermelho (para quem está com a segunda dose em atraso);
  • Totalmente vacinado (para quem tomou as duas doses). 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA