Auxílio Belo Horizonte ganha aprovação unânime na Câmara; como vai funcionar?

Novo auxílio emergencial é aprovado. Nessa terça-feira (14), a prefeitura de Belo Horizonte conseguiu validar seu mais novo projeto social, o Auxílio Belo Horizonte. Ele objetiva conceder R$ 600 para a população em situação de vulnerabilidade, que estejam atendendo os critérios determinados pelo governo federal.

Auxílio Belo Horizonte ganha aprovação unânime na Câmara; como vai funcionar? (Imagem: FDR)
Auxílio Belo Horizonte ganha aprovação unânime na Câmara; como vai funcionar? (Imagem: FDR)

O auxílio emergencial federal está próximo de ser encerrado e com isso as prefeituras passam a trabalhar na consolidação de seus próprios programas de transferência de renda.

Em Belo Horizonte, foi criado um novo abono que pagará mensalidades de R$ 100 para os vulneráveis ao longo dos próximos seis meses.

Quem poderá participar do Auxílio BH?

Para ser um beneficiário é preciso que o sujeito tenha seus dados registrados no Cadastro Único até o dia 30 de junho desse ano. Isso implica dizer que ele não pode ter renda comprovada, ou seja, não deve estar empregado.

A prefeitura reforça que a concessão será destinada exclusivamente para os moradores em situação de pobreza ou extrema pobreza. Cada um terá direito de receber R$ 100 por mês, sendo esse valor partilhado entre a família.

Com a quantia, a gestão local espera que os cidadãos consigam suprir a alimentação até então cancelada pela suspensão das merendas escolares. Ao todo, o programa terá um investimento de R$ 160 milhões.

O primeiro pagamento deverá ser liberado em outubro. Novas informações serão repassadas em breve.

Auxílio emergencial federal iniciará sua penúltima parcela

Enquanto isso, a população pode permanecer atenta aos calendários do benefício custeado pelo governo federal. No próximo dia 17, os segurados do Bolsa Família receberão a sexta parcela com valores variados entre R$ 150 e R$ 375.

No dia 21 será a vez do público geral, que precisará aguardar ainda algumas semanas para a realização do saque. Para eles o pagamento será liberado apenas para uso no Caixa Tem.

Sexta parcela do auxílio emergencial 2021: calendário de pagamento para beneficiários do Bolsa Família

  • NIS com final 1: 17 de setembro
  • NIS com final 2: 20 de setembro
  • NIS com final 3: 21 de setembro
  • NIS com final 4: 22 de setembro
  • NIS com final 5: 23 de setembro
  • NIS com final 6: 24 de setembro
  • NIS com final 7: 27 de setembro
  • NIS com final 8: 28 de setembro
  • NIS com final 9: 29 de setembro
  • NIS com final 0: 30 de setembro

Sexta parcela do auxílio emergencial 2021: calendário de pagamento (depósito em conta) para público geral

  • Nascidos em janeiro – 21 de setembro
  • Nascidos em fevereiro – 22 de setembro
  • Nascidos em março – 23 de setembro
  • Nascidos em abril – 24 de setembro
  • Nascidos em maio – 25 de setembro
  • Nascidos em junho – 26 de setembro
  • Nascidos em julho – 28 de setembro
  • Nascidos em agosto – 29 de setembro
  • Nascidos em setembro – 30 de setembro
  • Nascidos em outubro – 1º de outubro
  • Nascidos em novembro – 2 de outubro
  • Nascidos em dezembro – 3 de outubro

Sexta parcela do auxílio emergencial 2021: calendário de saque para público geral

  • Nascidos em janeiro – 4 de outubro
  • Nascidos em fevereiro – 5 de outubro
  • Nascidos em março – 5 de outubro
  • Nascidos em abril – 6 de outubro
  • Nascidos em maio – 8 de outubro
  • Nascidos em junho – 11 de outubro
  • Nascidos em julho – 13 de outubro
  • Nascidos em agosto – 14 de outubro
  • Nascidos em setembro – 15 de outubro
  • Nascidos em outubro – 18 de outubro
  • Nascidos em novembro – 19 de outubro
  • Nascidos em dezembro – 19 de outubro

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA