Governo de SP vai pagar R$ 1 mil para empresas prejudicadas na pandemia

Na manhã da última sexta, 10, o governo de São Paulo comunicou o lançamento do programa Bolsa Empreendedor como forma de apoio aos profissionais autônomos que se encontram em situação de vulnerabilidade no estado. É previsto o pagamento de duas bolsas de R$500 cada uma.

Governo de SP vai pagar R$ 1 mil para empresas prejudicadas na pandemia
Governo de SP vai pagar R$ 1 mil para empresas prejudicadas na pandemia (Imagem/Reprodução Google)

O governo oferecerá 100 mil bolsas para empreendedores em situação de vulnerabilidade e a prioridade será para mulheres, jovens, pretos e pardos, indígenas e pessoas com deficiência. O programa terá um custo de R$100 milhões para os cofres públicos.

As inscrições para as bolsas já foram abertas e para se candidatar é preciso acessar o portal do Bolsa do Povo até o próximo dia 19. É necessário se registrar como MEI (Microempreendedor Individual) e fazer um curso rápido no Sebrae para concorrer as bolsas.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, comentou sobre o crescimento do número de MEIs em meio a pandemia do coronavírus.

“Nós tivemos um aumento de 24% das MEIs e mais da metade dos informais hoje são pretos. Também tivemos um aumento no desemprego dos jovens de mais que o dobro no aumento do desemprego da população no geral. Hoje, a cada três desempregados, dois são do sexo feminino. As mulheres também tiveram um aumento do empreendedorismo por necessidade duas vezes maior do que o dos homens”, disse.

Os cursos serão ministrados de forma presencial (20 horas) ou remota (10 horas), uma vez por semana e serrano tratados temas como empreendedorismo, ideia de negócios, marketing, finanças e formalização.

Serrano disponibilizadas 70 mil vagas presenciais e 30 mil vagas para o curso pela internet. A previsão é que a primeira turma inicie as aulas em 27 de setembro.

Podem concorrer a uma bolsa os moradores do estado de São Paulo, desempregados ou informais maiores de 18 anos, e sem inscrição de CNPJ como empresário, sócio ou administrador de pessoa jurídica.

Cada aluno deve ter no mínimo uma frequência de 80% para garantir sua bolsa auxílio. A bolsa será paga através de um voucher.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

Governo de SP vai pagar R$ 1 mil para empresas prejudicadas na pandemia

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA