Fortaleza exige atualização de cadastro dos inscritos no Bolsa Família

Em Fortaleza, atualização no Cadastro Único passa ser obrigatória para a concessão dos benefícios sociais. Nas últimas semanas, a prefeitura municipal vem solicitando que a população renove seus dados no CadÚnico e Bolsa Família. O procedimento ficará disponível até 22 de janeiro de 2022, sem travar os abonos.

Fortaleza exige atualização de cadastro dos inscritos no Bolsa Família (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Fortaleza exige atualização de cadastro dos inscritos no Bolsa Família (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

O Cadastro Único é referencia nacional para a administração das políticas públicas sociais. Ele funciona como uma espécie de base de dados para que o governo federal, estadual e prefeituras gerencie os benefícios.

Em Fortaleza, a população deve renovar seus registros para se manter com acesso aos abonos.

Detalhes da atualização do CadÚnico em Fortaleza

A Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) vem solicitando que os segurados do Bolsa Família estejam vinculados ao CadÚnico. Até janeiro de 2022 o procedimento não é obrigatório, mas após esse período deverá resultar no desligamento dos beneficiários.

A flexibilização dos registros se deu mediante a tentativa de evitar aglomerações por causa do novo coronavírus. No entanto, mesmo sem a obrigatoriedade nesse momento, os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centros Pop, núcleos do Cadastro Único das Regionais e os Vapt Vupts Messejana e Antônio Bezerra permanecem funcionando presencialmente para os interessados.

Quem deve se vincular ao CadÚnico?

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos; ou
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão   em programas sociais nas três esferas do governo.
  • Pessoas que vivem em situação de rua — sozinhas ou com a família — também podem ser cadastradas. O caminho, nesse caso, é procurar algum posto de atendimento da assistência social e perguntar como fazer para ser incluído no Cadastro Único.

Quais os documentos exigidos no cadastro?

  • Certidão de Nascimento; ou
  • Certidão de Casamento; ou
  • CPF; ou
  • Carteira de Identidade – RG; ou
  • Carteira de Trabalho; ou
  • Título de Eleitor; ou
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) – somente se a pessoa for indígena.

Quais os benefícios para quem tem o CadÚnico?

  • Bolsa Família;
  • Isenção na taxa de emissão da segunda via do RG;
  • Isenção em concursos;
  • Baixa renda na conta de energia;
  • Inscrições em projetos sociais como: Bolsa Jovem, Agente Ambiental, Bolsa Atleta;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • Minha Casa Minha Vida;
  • Auxílio Emergencial.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 16

Fortaleza exige atualização de cadastro dos inscritos no Bolsa Família

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA