Santander aumenta taxa de financiamento imobiliário para 7,99%

Sem nenhum grande comunicado, o Santander aumentou sua taxa de financiamento imobiliário. A novidade passou a constar no site da instituição na manhã de ontem, 13. A nova taxa passou de 6,99% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), que está zerada neste momento, para 7,99% ao ano.

Santander aumenta taxa de financiamento imobiliário para 7,99%
Santander aumenta taxa de financiamento imobiliário para 7,99% (Imagem: Divulgação)

Procurado, o Santander disse em nota que “o atual ciclo de elevação da Selic afeta a curva de juros no longo prazo, influenciando as taxas do financiamento imobiliário”.

De acordo com a instituição, os juros do financiamento imobiliário se iniciam em um patamar de 7,99% ao ano, um dos mais baixos de toda série histórica e “se mantém atrativos em um momento que segue oportuno para quem pretende adquirir imóvel financiado”.

O Santander também destacou seu compromisso em ofertar aos seus clientes as condições mais vantajosas, mantendo a oferta de crédito imobiliário ligado à TR, “que possui menos volatilidade do que os produtos indexados (poupança e IPCA)”.

Com esse reajuste, o Santander passa a ser o primeiro dos grandes bancos do Brasil a aumentar as taxas de juros imobiliário após a sequência de três altas consecutivas anunciadas recentemente no Copom (Comitê de Política Monetária). A Taxa Selic subiu para 4,25% a.a no mês de junho.

A percepção é que o Banco Central deixou uma brecha para acelerar o ritmo de altas de juros na próxima reunião que acontece no começo do mês que vem.

Com a Taxa Selic podendo terminar este ano acima do patamar atual que foi previsto pelo mercado no último relatório Focus, de 6,25%.

Ao acessar a simulação no site do Santander, já é possível visualizar a nova taxa. 

Crédito imobiliário 

A pouco tempo, uma matéria do site InfoMoney sobre juros de financiamento imobiliário, mostrou que o Santander era a melhor opção, porém, diante deste aumento, a instituição perde este posto. Somente é oferecido a opção atrelada a Taxa Referencial.

Quem quer comprar, deve comprar 

A advogada Daniele Akamine, afirma que os consumidores que acreditam estar em um bom momento para adquirir um imóvel não devem esperar muito mais.

“A Selic regula a taxa de juros do mercado, naturalmente, não é a única coisa que regula a taxa do financiamento, mas é um termômetro”, disse.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.