Alunos da rede estadual de MG voltam às aulas presenciais hoje (21)

No dia 10 de junho, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, autorizou o retorno das aulas presenciais na rede estadual de ensino, após avaliar os protocolos sanitários que foram adotados pelo governo de Minas. Assim, os alunos podem frequentar as escolas a partir desta segunda-feira (21). 

Alunos da rede estadual de MG voltam às aulas presenciais na segunda-feira (21)
Alunos da rede estadual de MG voltam às aulas presenciais hoje (21) (Foto: Governo federal)

As unidades já iniciaram as atividades na última segunda-feira (14), com o retorno dos profissionais. Essa retomada será gradual, se iniciando com as turmas de 1º ao 5º ano do ensino fundamental, sendo uma opção facultativa para as famílias.

Nos casos em que os pais ou responsáveis optarem por não liberar o estudante ao ensino presencial, será mantido o regime remoto. 

Em nota, o governo de Minas disse que “Ressaltamos que o retorno das atividades presenciais será apenas nos municípios que estiverem na onda verde ou amarela do Plano Minas Consciente e onde a Prefeitura não apresentar restrições”.

Essa decisão de volta às aulas presenciais em escolas estaduais de Minas Gerais, por enquanto, não é válida para Belo Horizonte. De acordo com a secretária de Estado de Educação Júlia Sant’anna, a capital está numa macrorregião de onda vermelha.

Atualmente, apenas as macros Triângulo do Norte e Vale do Aço permanecem na onda amarela no estado.

De acordo com a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), haverá um distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os estudantes nas salas de aula, com alternância de semanas de trabalho presencial e remoto. 

O retorno dos demais anos de escolaridade será gradual, com avaliação das condições locais e indicadores epidemiológicos. 

A secretaria disse ainda que a carga horária e frequência dos alunos continuam a ser contabilizadas por meio do Plano de Estudo Tutorado (PET) e das atividades complementares elaboradas pelo professor.

Sobre a vacinação dos professores a secretaria de educação disse que cada município está sendo responsável por organizar seu calendário com base nas doses estocadas.

Também fica sendo de responsabilidade do governo municipal organizar a ordem de prioridade dos profissionais de educação. A secretária Julia Sant’anna também disse que o estado não vê a vacinação como único critério para retomada das aulas.

“Estamos muito atentos a esses padrões de isolamento, todo tratamento em relação à máscara, ao álcool gel. A gente tem a segurança de que esse processo não depende da vacinação. A vacinação é fundamental, vai nos dar ainda mais segurança, mas as escolas estão preparadas para receber todos.”, comentou.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA