Auxílio emergencial de São João paga até R$15 mil em Pernambuco; quem recebe?

Governo de Pernambuco anuncia auxílio emergencial de até R$ 15 mil. Diante da permanência do novo coronavírus, o estado ficará impedido de realizar uma de suas maiores festividades. O São João 2021 foi novamente suspenso, fazendo com que a gestão concedesse abonos financeiros para os profissionais afetados.

Auxílio emergencial de São João paga até R$15 mil em Pernambuco; quem recebe? (Imagem: Reprodução/Momondo)
Auxílio emergencial de São João paga até R$15 mil em Pernambuco; quem recebe? (Imagem: Reprodução/Momondo)

Considerado o principal evento no interior de Pernambuco, o São João é responsável por empregar milhares de pessoas, movendo fortemente a economia estadual.

No entanto, neste ano a festa foi suspensa ainda sob a permanência da covid-19, porém o governo estará pagando parcelas entre R$ 3 mil e R$ 15 mil para artistas e demais profissionais.

Quem poderá receber?

Segundo o anuncio feito pelo governador, Paulo Câmara, o auxílio São João será liberado para todos os artistas e grupos que foram contratados nos ciclos juninos de 2018 e 2019 pela Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur) ou pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).

Para isso, será preciso entrar em contato com as instituições e fazer a solicitação.

“Mais uma vez, foi pactuada a necessidade de fazermos um incentivo para abranger mais de 400 artistas e grupos culturais pernambucanos, […] Envolve as quadrilhas, cirandas, coco, xaxado, bois, bacamarteiros, trios de forró, bandas de forró… Todos os artistas que participam do ciclo junino”, afirmou o governador.

Valor concedido

Ao total o projeto deverá ter um gasto de R$ 3,2 milhões. No entanto, cada cidadão pode receber uma parcela máxima de R$ 15 mil. A definição da quantia será feita com base no valor recebido no último cachê, sendo levado em consideração 60% da folha orçamentária.

“Estamos prevendo um valor máximo de R$ 15 mil para cada agremiação ou artistas do ciclo junino“, declarou o secretário de cultura do estado, Gilberto Freyre Neto.

Com a aprovação do governador, o projeto foi encaminhado para a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alep) sendo validado ao longo dos próximos dias.

A gente quer concluir todas essas etapas, seja de aprovação do processo de lei na Assembleia Legislativa, de publicação dos editas, seja de análise desses editais e seja de pagamento, em no máximo um período de 60 dias”, disse o governador.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.