Auxílio emergencial: Crescem expectativas de prorrogação por mais 2 meses

Auxílio emergencial deve ser prorrogado por mais dois meses. Nessa semana, a equipe econômica do governo federal se reuniu para debater as possibilidades de manter o coronavoucher ao longo do segundo semestre. A decisão está cada vez mais próxima.

Auxílio emergencial: Crescem expectativas de prorrogação por mais 2 meses (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Auxílio emergencial: Crescem expectativas de prorrogação por mais 2 meses (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Enquanto a Caixa Econômica libera as parcelas do auxílio emergencial, o governo federal trabalha para a renovação do projeto. Inicialmente seriam concedidas quatro rodadas com valores entre R$ 150 e R$ 375, mas devido a aproximação das eleições o PL pode ser modificado.

Proposta de prorrogação do auxílio emergencial

Sob pressão da população, imprensa e até mesmo da oposição, o presidente Jair Bolsonaro vem cogitando seriamente a possibilidade de estender o auxílio emergencial.

Segundo fontes internas, o benefício pode ser mantido até o mês de dezembro com mensalidades de aproximadamente R$ 500.

Até o momento não houve nenhum comunicado oficial que validasse a informação. Todavia, os gestores vêm marcando encontros em Brasília para poder debater a proposta.

Por enquanto, Bolsonaro vem concentrando sua atuação social no funcionamento do Bolsa Família, onde prometeu uma série de reformas e ampliação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

Segundo apurações realizadas pela Folha de S. Paulo, o governo já está trabalhando na consolidação de uma nova Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que autorize a liberação do auxílio por mais quatro meses.

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) se pronunciou sobre o assunto afirmando que:

O que nos cabe agora, como homens públicos, responsáveis, dentro dessa responsabilidade social, mas obviamente sem olvidar da responsabilidade fiscal, é identificarmos se esses quatro meses do auxílio emergencial serão suficientes ou se precisaremos estender por mais um ou dois meses”.

 Calendário de depósito do auxílio emergencial 2021

Nascidos em: Parcela 2  Parcela 3  Parcela 4
Janeiro 16 de maio 20 de junho 23 de julho
Fevereiro 18 de maio 23 de junho 25 de julho
Março 19 de maio 25 de junho 28 de julho
Abril 20 de maio 27 de junho 1º de agosto
Maio 21 de maio 30 de junho 3 de agosto
Junho 22 de maio 4 de julho 5 de agosto
Julho 23 de maio 6 de julho 8 de agosto
Agosto 25 de maio 9 de julho 11 de agosto
Setembro 26 de maio 11 de julho 15 de agosto
Outubro 27 de maio 14 de julho 18 de agosto
Novembro 28 de maio 14 de julho 20 de agosto
Dezembro 30 de maio 21 de julho 22 de agosto

Calendário de saques e transferências do auxílio emergencial

Nascidos em: Parcela 2 Parcela 3 Parcela 4
Janeiro 31 de maio 13 de julho 13 de agosto
Fevereiro 01 de junho 15 de julho 17 de agosto
Março 02 de junho 16 de julho 19 de agosto
Abril 04 de junho 20 de julho 23 de agosto
Maio 08 de junho 22 de julho 25 de agosto
Junho 09 de junho 27 de julho 27 de agosto
Julho 10 de junho 29 de julho 30 de agosto
Agosto 11 de junho 30 de julho 1º de setembro
Setembro 14 de junho 4 de agosto 3 de setembro
Outubro 15 de junho 6 de agosto 6 de setembro
Novembro 16 de junho 10 de agosto 8 de setembro
Dezembro 17 de junho 12 de agosto 10 de setembro

 

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.