Banco Central prevê: Moeda digital brasileira será lançada em três anos

Nesta segunda-feira (24), o Banco Central anunciou diretrizes para a criação do uma moeda digital brasileira. A autoridade monetária avalia que será possível realizar o lançamento do real digital em até três anos. Esta moeda digital funcionará como uma extensão da moeda física.

Banco Central prevê: Moeda digital brasileira será lançada em três anos
Banco Central prevê: Moeda digital brasileira será lançada em três anos (Imagem: Agência Brasil)

Em nota, o Banco Central afirma que tem promovido discussões internas e com os pares internacionais com o foco no eventual desenvolvimento. Esta moeda digital permitirá baratear operações de pagamento e aumentar as possibilidades de transações.

A moeda digital brasileira será uma divisa com lastro na moeda real. Dessa forma, esta moeda possui diferença com o bitcoin. O real digital será custodiado por instituições financeiras. Assim, o saldo estará em um banco. As transações financeiras acontecerão por meio do sistema bancário.

Esta moeda não permitirá a realização de transferências e pagamentos entre pessoas, sem o intermédio do sistema bancário. A novidade ainda deve facilitar pagamentos e compras em outros países. Contudo, a cotação do real digital em relação a outras moedas poderá ser diferente do real tradicional.

O Banco Central ressalta que a tecnologia de criação da moeda digital, deve seguir as recomendações internacionais e norma legais. Dessa forma, será possível evitar a lavagem de dinheiro, financiamento do terrorismo e financiamento da proliferação de armas de destruição em massa.

A autoridade monetária entende que a principal do real digital será a ênfase na possibilidade de modelos inovadores por meio de evoluções tecnológicas. Entre os exemplos citados, está os contratos inteligentes (smart contacts), internet das coisas (IoT) e dinheiro programável.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
Novo Cartão de crédito queridinho do Brasil, sem anuidade e que você pode solicitar agora 34.787 pessoas já solicitaram

Em agosto de 2020, a instituição havia anunciado a criação de um grupo de trabalho para avaliar a emissão de uma moeda digital por bancos centrais.

Cronograma da moeda digital brasileira

Antes de estabelecer um cronograma de implementação da moeda digital, o Banco Central informou que ainda é necessário aprofundar a discussão com o setor privado.

Segundo o coordenador dos trabalhos sobre a moeda digital da instituição, Fabio Araujo, a avaliação é que haja as condições necessárias para que a moeda digital seja implementada em dois ou três anos. As condições se referem à tecnologia e segurança que atendam às diretrizes que foram determinadas pelo BC.

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.