Bolsa Família começa novo calendário de pagamento do auxílio hoje (18)

Pontos-chave
  • Segurados do Bolsa Família começam a receber segunda parcela do auxílio emergencial;
  • Grupo tem acesso aos recursos exclusivamente pelo Caixa Tem;
  • Valor de ambos os projetos não pode ser acumulativo e tem um teto já determinado.

Segurados do Bolsa Família passam a receber a segunda parcela do auxílio emergencial. Nesta terça-feira (18), a Caixa Econômica Federal começou a liberar os valores do coronavoucher para quem está no BF. A quantia média pelo projeto é de R$ 190 mensal, mas pode chegar até a R$ 375 a depender da situação familiar do segurado.

Bolsa Família começa novo calendário de pagamento do auxílio hoje (18) (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Bolsa Família começa novo calendário de pagamento do auxílio hoje (18) (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

O auxílio emergencial e o bolsa família permanecem movendo a agenda social de todo o país. Ao longo desta semana a Caixa estará disponibilizando a segunda parcela em integração com o coronavoucher.

Como de costume, o primeiro grupo contemplado é aquele cujo o NIS se encerra em 1 e assim por diante.

Calendário do auxílio emergencial para inscritos no Bolsa Família

Dígito final NIS Depósito
NIS final 1 16 de abril 18 de maio 17 de junho 19 de julho
NIS final 2 19 de abril 19 de maio 17 de junho 19 de julho
NIS final 3 20 de abril 20 de maio 21 de junho 21 de julho
NIS final 4 22 de abril 21 de maio 22 de junho 22 de julho
NIS final 5 23 de abril 24 de maio 23 de junho 23 de julho
NIS final 6 26 de abril 25 de maio 24 de junho 26 de julho
NIS final 7 27 de abril 26 de maio 25 de junho 27 de julho
NIS final 8 28 de abril 27 de maio 28 de junho 28 de julho
NIS final 9 29 de abril 28 de maio 29 de junho 29 de julho
NIS final 0 30 de abril 31 de maio 30 de junho 30 de julho

 Recebimento via Caixa Tem

É importante ressaltar que os segurados do Bolsa Família estão recebendo seus benefícios pelo Caixa Tem. No entanto, especificamente para este grupo a autorização de saque é imediata. Ou seja, não há um segundo cronograma para liberar retiradas e transferências.

Para poder acessar o benefício o cidadão deve instalar o app do Caixa Tem no seu celular e fazer o login utilizando seus dados de identificação pessoal. Um código de validação é enviado via SMS para poder autorizar sua entrada no sistema. Basta informa-lo e automaticamente a conta fica liberada.

Porém, no caso daqueles que estiverem com o acesso do aplicativo bloqueado, é preciso ir até uma agencia da Caixa ou das casas lotéricas. Nesse caso, você deverá apresentar seus documentos como CPF e RG para poder renovar seu cadastro.

Fique atento ao número do celular informado, pois é por meio dele que a instituição envia o código de validação de sua conta.

Cálculo do Bolsa Família com o auxílio emergencial

Neste momento, tendo em vista a integração com o auxílio emergencial, o segurado do Bolsa Família vem recebendo uma média salarial de R$ 250, ofertada para as casas com mais de um integrante.

No entanto, há ainda a mensalidade de R$ 375 destinada exclusivamente para as mães de família solteiras. Nesse caso, é preciso da comprovação de que não há nenhum suporte como pensão alimentícia, etc.

É importante ressaltar que o valor recebido pelo Bolsa Família não é acumulativo com o auxílio emergencial. Ou seja, se uma pessoa já recebe R$ 200 pelo BF e não é mãe solteira, ela terá um acréscimo de R$ 50 para receber os R$ 250 do coronavoucher.

Categorias de pagamento do Bolsa Família:

  • Benefício Básico: Famílias em situação de extrema pobreza – R$ 89,00 mensais
  • Benefício Variável: Famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza que tenham em sua composição gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças e adolescentes de 0 a 15 anos – R$ 41,00 e cada família pode acumular até 5 benefícios por mês, chegando a R$ 205,00
  • Benefício Variável Jovem: Famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza e que tenham em sua composição adolescentes entre 16 e 17 anos – R$ 48,00 por mês e cada família pode acumular até dois benefícios, ou seja, R$ 96,00
  • Benefício para Superação da Extrema Pobreza: famílias em situação de extrema pobreza. Cada família pode receber um benefício por mês – o valor é calculado a partir da renda da família

Para mais informações sobre o Bolsa Família acesse nossa página exclusiva do projeto. Acompanhe ainda nosso canal no Youtube para ficar por dentro dos tutoriais de uso das plataformas do governo.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA