Nubank cria fundo bilionário para investir em empresas gerenciadas por negros

O Nubank lançou um novo fundo de investimento com foco em startups brasileiras criadas por empreendedores negros e negras. Batizado de Semente Preta, o fundo vai disponibilizar R$1 milhão para pequenas empresas. As inscrições seguem até o mês de setembro.

Nubank cria fundo bilionário para investir em empresas gerenciadas por negros
Nubank cria fundo bilionário para investir em empresas gerenciadas por negros (Imagem Google)

Este novo fundo é direcionado para empresas que já tenham validado seu produto mínimo viável, o chamando MVP, e que tenham relevância no mercado em que atuam através do uso da tecnologia.

“Queremos contribuir para acelerar a consolidação de um ambiente de tecnologia mais diverso e que reflita a pluralidade que existe hoje no Brasil. Isso é peça fundamental para inovação e, consequentemente, para o desenvolvimento de soluções que resolvam, de fato, as principais dores dos brasileiros”, disse o presidente e fundador do Nubank, Daniel Vélez

Vélez diz reconhecer que os empreendedores negros tem muito mais dificuldades para conseguir captar investimentos para sua startup e diz que o Nubank quer fazer parte da mudança deste cenário.

Histórico do empreendedor será levando em conta 

O Semente Preta também promoverá encontros recorrentes entre as startups escolhidas pelo projeto e trará convidados externos para ajudar os novos negócios com idéias e contatos.

Os empreendedores também poderão participar de sessões de mentoria pontuais com os times do Nubank nas áreas de pessoas, engenharia e finanças segundo as necessidades de cada negócio.

Podem participar do projeto as startups dos seguintes setores: serviços financeiros, dados, pessoas, marketing digital, jogos, softwares, aplicativos e programação, e outros.

Todas as empresas inscritas vão passar por avaliação segundo o nível de aplicação de tecnologia e inovação em seu produto, criatividade, estratégia e performance financeira, e ainda de inteligência de dados e negócios.

Também serão levados em conta o histórico e o posicionamento da marca no ecossistema brasileiro de startups. Por fim, também serão avaliadas características como pluralidade geográfica e diversidade dos times.

Para se Inscrever, os empreendedores devem acessar o site do Nubank. O prazo termina em setembro.

O Nubank também trabalha para a inclusão e e desenvolvimento de talentos negros dentro da fintech. O banco projeta a contratação de duas mil pessoas negras até 2025 como forma de garantir um ambiente de trabalho plural com pelo menos 30% de funcionários negros e 22% em cargos de gestão.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.