Cinco dicas para organizar seu orçamento familiar durante a crise

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus afetou todas as classes sociais – principalmente as mais pobres. Por isso, listamos uma série de dicas que, ao serem seguidas, podem ajudar no orçamento familiar durante esse momento, que é passageiro.

Cinco dicas para organizar seu orçamento familiar durante a crise
Cinco dicas para organizar seu orçamento familiar durante a crise (Imagem: Google)

Em primeiro lugar podemos citar a isenção da culpa. O país está passando por “uma crise econômica sem precedentes na história”, como explica o portal UOL. Por isso, a prioridade atual é a sobrevivência.

Em segundo lugar, faça um levantamento total das dívidas da casa, de tal forma que novos e desnecessários endividamentos sejam evitados. Com esse levantamento será possível tentar negociar taxas de juros mais baixas.

Outra possibilidade é “reunir parentes ou famílias próximas e comprar itens essenciais, como papel higiênico, produtos de limpeza e alimentos não perecíveis, em supermercados de atacado”.

Geralmente, essas compras em maior quantidade saem mais em conta do que comprar itens isolados, em varejo.

Em penúltimo lugar, Gabriela Chaves, colunista do UOL, estabelece entre as prioridades o cuidado com a saúde mental. “Não perca sua saúde mental nem sua autoestima por causa das dívidas”, escreve.

Ela explica que o endividamento é uma característica do sistema e não deve contrair julgamentos morais pelas pendencias financeiras. O foco deve ser de um plano de pagamento das dívidas.

Por fim – e não menos importante -, é preciso lembrar que a pandemia do novo coronavírus não acabou. Por sinal, estamos enfrentando um dos momentos mais difíceis e inseguros.

“A prioridade nesse momento deve ser manter a saúde e a vida. De outra forma, não teremos economia nenhuma para debater”, defende Gabriela.

Novo coronavírus no Brasil

Dados das secretarias estaduais de Saúde, divulgados pelo G1, ascendem um alerta perante os 259.402 óbitos desde o início da pandemia, sendo 1.840 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas.

Ao todo, 16 estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes. São eles: Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Acre, Pará, Tocantins, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.