Professores que aderirem greve em São Paulo terão salário cortado

O Sindicato dos Profissionais em Educação do Ensino Municipal está em greve em São Paulo desde que o anúncio do retorno as atividades presenciais foi feito. O corte pretende fazer com que a categoria retorne às salas de aula.

Professores que aderirem greve em São Paulo terão salário cortado
Professores que aderirem greve em São Paulo terão salário cortado (Imagem/Reprodução: Google)

As aulas presencias no município de São Paulo estão autorizadas desde o último dia 15 de fevereiro, desde que as escolas recebam apenas 35% da capacidade total de alunos no ambiente.

De acordo com a Secretaria Municipal da Educação (SME), 8% dos professores municipais não retornaram às salas de aula presenciais.

Professores em greve em São Paulo

Para o Sindicato dos Profissionais em Educação do Ensino Municipal (Sinpeem), a decisão pela greve foi tomada para resguardar a saúde dos profissionais, mas também dos estudantes.

O presidente do Sinpeem, Cláudio Fonseca, afirmou que a greve deve continuar e que a suspensão dos salários é uma decisão “arbitrária”. “Essa postura só radicaliza mais a decisão de continuidade de greve”, disse ele.

A greve também foi a opção dos professores estaduais.

Nesse caso, a Apeoesp, sindicato dos professores da rede estadual, afirma que até o momento, só nesse período de retorno às aulas presenciais já são mais de mil casos de infecções nas escolas da rede estadual.

No último dia 26 os professores organizaram uma carreata pedindo a suspensão oficial das aulas presenciais. A carreata se deu em meio a pior semana da pandemia no país.

Aulas suspensas na Capital

Após o retorno das atividades presenciais na rede estadual, diversas unidades escolares registraram casos suspeitos entre a comunidade escolar.

O que fez com que muitas escolas suspendessem as aulas presenciais e retornassem ao ensino remoto.

Como aconteceu com a Emef Cel. Mário Rangel, que publicou a seguinte nota em uma de suas redes sociais no dia 25 de fevereiro:

Senhores pais e responsáveis,

Informamos que a partir de hoje à tarde estaremos em teletrabalho, portanto, faremos atendimento aos alunos remotamente. As AULAS PRESENCIAIS serão substituídas pelas AULAS ONLINE, para o Ensino Regular e EJA.

Pedimos que fiquem atentos às próximas postagens”.

Além dessa, outras escolas, como, a Emei Jardim Novo Paralheiros, Emei Eurípedes Simões de Paula, Emef Cândido Portinari e outras suspenderam as aulas presenciais.

Acompanhe nossa editoria de Carreiras no FDR e fique bem informado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.