Lista de doenças que garantem acesso ao auxílio-doença no INSS

O auxílio-doença é um benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que atende trabalhadores incapacitados para atividade habitual por mais de 15 dias consecutivos. O período de carência do benefício é de 12 meses. Para ter direito é preciso passar por perícia médica.

Lista de doenças que garantem acesso ao auxílio-doença no INSS
Lista de doenças que garantem acesso ao auxílio-doença no INSS (Imagem: Google)
publicidade

Existem algumas doenças que a lei prevê a desnecessidade do período de carência. Entre elas, estão:

  • Tuberculose ativa;
  • Hanseníase;
  • Alienação mental;
  • Neoplasia maligna;
  • Cegueira;
  • Paralisia irreversível e incapacitante;
  • Cardiopatia grave;
  • Mal de Parkinson;
  • Espondiloartrose anquilosante;
  • Nefropatia grave;
  • Estado avançado da doença de Paget (osteíte deformante);
  • Síndrome da Imunodeficiência Adquirida — AIDS;
  • Contaminação por radiação com base em conclusão da medicina especializada;
  • Hepatopatia grave.

Também é dispensada a carência quando o segurado sofreu acidente de qualquer natureza ou causa e de doença profissional ou do trabalho.

Como solicitar o auxílio-doença?

A solicitação do auxílio-doença pode ser feita sem sair de casa, através do aplicativo Meu INSS. A plataforma é gratuita para os sistemas operacionais Android e iOs.

Para acessá-la, é preciso fazer login com o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criar uma senha numérica de seis dígitos. A senha é pessoal e intransferível. Não pode ser compartilhada, sob hipótese alguma, com terceiros ou desconhecidos.

Além da solicitação, o aplicativo permite o agendamento da perícia médica. A consulta, porém, deve ser presencial. Ao comparecer a uma agência do INSS, é preciso respeitar uma série de protocolos de higiene e segurança.

Entre as medidas exigidas estão o uso obrigatório de máscaras, distanciamento social de, no mínimo, um metro e meio entre as pessoas e higienização constante das mãos com álcool em gel.

Além dessas ações, o aplicativo Meu INSS oferece serviços como:

  • Extrato de Contribuições (CNIS)
  • Extrato de Empréstimo Consignado
  • Extrato de Pagamento de Benefício
  • Declaração de Beneficiário do INSS
  • Declaração de Atividade
  • Verificação da Autenticidade de Documentos
  • Certidão de Tempo de Contribuição (CTC)
  • Solicitação de  Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados à Pensão por Morte
  • Extrato de Imposto de Renda
  • Calendário de Pagamento
  • Meu Cadastro
  • Declaração de Contribuinte Individual (DRSCI)
  • Cópia de processos

Isabela VeríssimoIsabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.