Secretaria de Saúde do ES cria seletiva com 900 vagas de emprego

A Secretaria de Estado de Saúde do Espírito Santo (Sesa) está com vagas de emprego abertas em três processos seletivos. As oportunidades são para atuar no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, em regime de contratação emergencial e também para formação de cadastro de reserva.

Secretaria de Saúde do ES cria seletiva com 900 vagas de emprego
Secretaria de Saúde do ES cria seletiva com 900 vagas de emprego. (Imagem: Karolina Grabowska/Pexels)

As vagas são para nível superior, técnico, médio e fundamental, para cargos de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, farmacêuticos, assistentes sociais, assistente administrativo, motorista, entre outros.

Seleção para vagas de emprego da Sesa

As inscrições para o Processo Seletivo Simplificado já estão abertas e seguem até as 10 horas do dia 18 de fevereiro, no site www.selecao.es.gov.br. É necessário selecionar o cargo e a unidade onde pretende trabalhar. A classificação será por avaliação de títulos.

As contratações fazem parte da estratégia de expansão dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de enfermaria do Espírito Santo, destinados ao atendimento a pacientes acometidos pelo novo coronavírus.

A seleção de profissionais de nível superior segue os mesmos prazos, mas é voltada apenas a cadastro de reserva, conforme edital 002/2021. Para médicos de diversas especialidades, o edital 003/2021 oferece informações sobre carga horária, salário e documentos necessários para a avaliação de títulos.

Em caso de dúvidas, o candidato pode entrar em contato pelos telefones (27) 3347-5775, (27) 3347-5776, (27) 3347-5765. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Os editais estão disponíveis no site do Governo do Estado do Espírito Santo.

Após as inscrições, os candidatos podem acompanhar as publicações das seleções da Sesa pelo site. As contratações serão temporárias e formalizadas de acordo com a necessidade da Administração. O prazo é de seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis meses.

Para ser contratado, é necessário ser brasileiro, ter 18 anos completos, possuir requisitos exigidos para o cargo e não ter sido desligado pela administração por falta disciplinar. Além disso, é preciso ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.

Para assinatura do contrato, há uma lista de documentos originais que precisam ser apresentados. Todas as informações estão disponíveis nos editais já publicados no Diário Oficial.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Mônica Chagas
Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do FDR.